Cyrela (CYRE3): entenda por que as ações lideraram altas do Ibovespa

A Cyrela (CYRE3) anunciou que suas vendas líquidas somaram R$ 2.4 bilhões no 2T23. Para o Goldman Sachs e Santander, os resultados prévios da incorporadora são sólidos, superando as expectativas. Ambos os bancos recomendam a compra das ações da Cyrela, que nesta quinta-feira (13) lideraram altas do Ibovespa.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240-2.png

Segundo o Goldman Sachs, as vendas da Cyrela foram acima da expectativa, atingindo R$ 2,5 bilhões em comparação com R$ 1,4 bilhão estimado pelos analistas. Foi um aumento de 61% em relação ao trimestre anterior e 54% frente ao mesmo período do ano passado.

“O principal fator para esse aumento nas vendas foram as vendas de apartamentos de média/alta renda, que subiram 86% (trimestralmente) e 79% (base anual) contra 15% e 7% para o restante do produto Cyrela (que inclui baixa renda)”, avalia a equipe do Goldman Sachs.

Além disso, a proporção de vendas de imóveis de média e alta renda em relação ao total de vendas aumentou, representando 76% das vendas totais ante 66% no primeiro trimestre de 2023.

Cyrela: lançamentos de imóveis acima das expectativas, diz Goldman Sachs

Os lançamentos de novos empreendimentos da Cyrela também foram fortes, quase dobrando as expectativas, alcançando R$ 3,5 bilhões frente ao R$ 1,8 bilhão estimado.

“Mais uma vez, a renda média/alta é o principal impulsionador, já que os lançamentos de
média/alta cresceram 241% (trimestral) e 77% (base anual), contra -1% e -25% para o restante. E 88% dos lançamentos foram focados no médio/alto padrão”, afirmam os analistas.

A partir desses dados, o Goldman Sachs avalia ser um bom cenário no setor imobiliário para Cyrela, recomendando a compra de suas ações, com preço-alvo de R$ 23, com “uma combinação de forte balanço patrimonial e perspectivas de melhora nas taxas, o que pode fornecer mais vento favorável para as vendas.”

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/Lead-Magnet-1420x240-4.png

Para o Santander, Cyrela tem índice robusto de vendas

O Santander também avaliou como extremamente positivos os resultados operacionais da Cyrela na prévia do 2T23. Segundo o banco, um dos destaques é o índice de vendas sobre oferta (SoS) robusto, que atingiu cerca de 48% nos últimos doze meses.

“Esse valor é comparativamente maior que um índice médio de vendas sobre oferta de 40% das demais construtoras de médio/alto padrão, o que reforça nossa visão sobre a sólida execução da Cyrela, que está associada ao seu pipeline diferenciado de projetos”, diz o Santander.

Outro ponto abordado foi o valuation que, segundo o banco, oferece certa proteção, uma vez que estão sendo negociados atualmente com um múltiplo preço/valor patrimonial estimado para 2024 de 1,0x, o que representa um desconto de 33% em relação à média histórica.

Com isso, o banco mantém recomendação outperform, equivalente a compra, das ações a um preço-alvo de R$ 22.50

Vendas da Cyrela cresceram 61% em um ano

A Cyrela informou ontem ao mercado o seu resultado operacional do 2T23.

Segundo dados do relatório, as vendas líquidas contratadas da incorporadora neste trimestre somaram R$ 2.491 bilhões, valor 54% superior ao registrado no 2T22 (R$ 1.622 Bilhões) e 61% acima do 1T23 (R$ 1.545 bilhões).

A Cyrela lançou 17 empreendimentos no trimestre.

Cotação

Hoje, a Cyrela liderou as altas do Ibovespa, crescendo 8,69%, no valor de R$ 22,51.

Cotação CYRE3

Gráfico gerado em: 13/07/2023
1 Mês

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Vinícius Alves

Compartilhe sua opinião