Copel (CPLE3) amplia plano de demissão incentivada

Copel (CPLE3) amplia plano de demissão incentivada
Copel (CPLE3) conclui PDI e lança novo programa para Call Center

A Companhia Paranaense de Energia – Copel (CPLE3; CPLE5; CPLE6) anunciou na última quinta-feira (3) a conclusão do Programa de Demissão Incentivada (PDI) em 1º de dezembro, e a decisão de criar um novo programa semelhante na área de Call Center.

De acordo com o fato relevante da Copel, houve o desligamento de 311 funcionários, sendo 196 da Copel Distribuição, 71 da Copel GeT, 12 da Copel Telecom, 1 da Copel Comercialização e 31 da Copel Holding.

Segundo a companhia, as indenizações com os desligamentos somaram R$ 36,6 milhões e a perspectiva de redução de R$ 68,1 milhões em custos anuais.

Ao mesmo tempo, a empresa está lançando um novo PDI para os empregados do Call Center da Copel Distribuição, com prazo para adesão até 23 de dezembro. Com essa iniciativa, a empresa prevê uma despesa de R$ 35 milhões em indenizações.

Os desligamentos, nesse caso, estão previstos para 15 de julho a 15 de setembro de 2021, acrescenta a companhia.

No momento, 375 empregados atendem aos requisitos de adesão e, atingido o limite de indenizações previsto, a empresa prevê um potencial redução de R$ 20 milhões em custos anuais a partir de 2022.

Credit Suisse eleva preço-alvo da Copel de R$ 70 para R$ 76

Há duas semanas atrás, o Credit Suisse elevou o preço-alvo para as ações da Copel de R$ 70 para R$ 76 e elevou o rating de Underperform (abaixo da média do mercado) para Neutro.

Segundo relatório enviado ao mercado, a mudança foi motivada pela migração da empresa do Nível 1 para o Nível 2 de governança da Bolsa de Valores de São Paulo (B3), à criação de units compostas por cinco ações (1 ordinária e 4 preferenciais) e pela emissão de um novo estatuto social.

De acordo com o banco, o novo estatuto da companhia é melhor que o anterior, pois busca garantir um nível mais alto de governança corporativa, melhor política de dividendos e o desdobramento de ações que deve ajudar a melhorar a liquidez dos papéis.

Na última sessão, quinta-feira (3), as ações ordinárias da Copel (CPLE3) encerraram em queda de 1,47%, negociadas a R$ 65,87.

Com informações do Estadão Conteúdo.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião