Vinicius Torres

Conheça a estratégia de stock picking para selecionar bons ativos

A estratégia stock picking é basicamente uma forma de selecionar ativos para investir, com o objetivo de alocar nas melhores ações para obter ganhos com valorizações acima da média do mercado.

A estratégia stock picking é basicamente uma forma de selecionar ativos para investir, com o objetivo de alocar nas melhores ações para obter ganhos com valorizações acima da média do mercado. Média esta que geralmente é medida por índices como o Ibovespa no caso brasileiro.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240-Banner-Home-1.png

O significado de picking é exatamente “seleção”. Assim, a implementação dessa estratégia busca escolher ações no maior potencial de valorização, sempre levando em conta a relação entre risco e retorno.

Gestão ativa não faz sentido se não conseguir bater o mercado

Ficou claro que o objetivo dessa estratégia de investimentos é fazer a melhor seleção possível de ativos no mercado para, dessa forma, superar o mercado. Ou seja, trata-se dos principais índices e indicadores levados como parâmetro para medir o desempenho dos ativos.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240-2.png

Os fundos de investimento e investidores individuais, em sua maioria adotam o stock picking, embora nem todos sejam bem-sucedidos. A exceção são os fundos de gestão passiva (ETFs), que apenas replicam índices de mercado. Assim, eles acompanham o desempenho do mercado, sem ter trabalho na avaliação de ativos. Muitas vezes essa estratégia também pode ser útil para os casos em que não há tempo ou conhecimento necessários para o stock picking.

Há alguns indicadores a serem levados em consideração para selecionar ações. Em primeiro lugar, a análise fundamentalista mostra quais são as melhores empresas para investir em termos qualitativos. Mas também deve-se lembrar da análise com base no preço do ativo, por meio da análise gráfica, por exemplo. É fato que uma boa empresa pode não valer a pena a preços muito elevados.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2021/07/74c682f4-banner-home-6-5.jpg

Gestão ativa vs. gestão passiva

A principal característica do stock picking é a gestão ativa do patrimônio, como já falamos acima. Mas afinal, o que é gestão ativa do portfólio? E gestão passiva? Esses conceitos são essenciais para definir sua estratégia de investimentos.

Na gestão passiva, o investidor acompanha um benchmark, que geralmente é um índice, que possui empresas selecionadas de acordo alguma referência, como a liquidez, o valor de mercado, entre outros indicadores. No Brasil, a principal referência é o Ibovespa, que seleciona empresas com maior liquidez no mercado brasileiro, mas há outros índices, como o Small Caps e o IBrX50. Enquanto isso, nos EUA os principais são S&P 500, Nasdaq 100 e Dow Jones.

Já na gestão ativa a ideia é superar o benchmark por meio de ações com alto potencial de valorização, com base em uma análise minuciosa do papel.

Também existem fundos que podem fazer a gestão ativa para você caso seja necessário, assim como profissionais de mercado que são de grande utilidade neste processo de seleção e análise das principais ações e indicadores.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Controle-de-Investimentos.png

Nota

Os textos e opiniões publicados na área de colunistas são de responsabilidade do autor e não representam, necessariamente, a visão do Suno Notícias ou do Grupo Suno.

Vinicius Torres
Mais dos Colunistas
Victor Bessa Não pare de comprar: A Grande Lição da Maior Bolha Financeira da História

Você sabia que a economia do Japão, hoje conhecida por estar estagnada há décadas, com um histórico de deflação e pouquíssimo crescimento econômico, já foi considerada...

Victor Bessa
Renan Bonini Compre ao som de canhões e venda ao som de violinos

A expressão “Compre ao som de canhões e venda ao som de violinos” é frequentemente atribuída ao grande investidor Warren Buffett. No entanto, sua origem remonta ao per...

Renan Bonini

Compartilhe sua opinião