Matheus Marcondes

PMEs: a base sólida para os primeiros passos empreendedores

Cerca de dois milhões de empresas foram abertas no primeiro semestre de 2023 e dessas, 77% eram microempreendedores individuais (MEI)

O empreendedorismo tem sido uma força motriz por trás do crescimento econômico em todo o mundo, e as micros, pequenas e médias empresas têm um papel fundamental nesse cenário, afinal, elas representam não apenas uma opção de negócio viável, mas também o início da trajetória de muitos empreendedores. De acordo com um levantamento da Serasa Experian, a cada 12 minutos um brasileiro abre um novo negócio. No ano passado, cerca de dois milhões de empresas foram abertas no primeiro semestre de 2023 e dessas, 77% eram microempreendedores individuais (MEI).

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/06/Lead-Magnet-1420x240-3.png

Fato é que as PMEs representam uma oportunidade única para os aspirantes a empreendedores iniciarem seus negócios com recursos limitados. Ao contrário das grandes corporações, elas têm menor burocracia e exigem menos capital inicial, e isso faz com que elas sejam acessíveis para aqueles que desejam transformar suas ideias em realidade.

Uma das maiores vantagens para aqueles que estão dando os primeiros passos é o acesso a uma rede sólida de contatos e parcerias. Em um ambiente onde as relações comerciais são construídas com base na confiança e na colaboração, as pessoas têm a oportunidade de se conectar com outros profissionais do setor, mentores e potenciais investidores. Essas conexões são inestimáveis para quem está começando, fornecendo suporte, orientação e oportunidades de crescimento.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Investindo-no-exterior.png

E por falar em crescimento, não há como deixar de lado o fato de que esses negócios têm o poder de fazer uma diferença significativa tanto localmente quanto globalmente. Ao atender às necessidades específicas de suas comunidades, elas não apenas contribuem para o desenvolvimento econômico local, mas também têm o potencial de expandir suas operações e alcançar mercados internacionais. Para os novos empreendedores, esse alcance dual oferece uma plataforma para criar impacto positivo em escala, ao mesmo tempo em que constrói um negócio sustentável e lucrativo. Segundo dados coletados pela Omie e divulgados no Índice Omie de Desempenho Econômico das PMEs (IODE-PMES), há uma tendência de crescimento da movimentação financeira real média das PMEs no Brasil.

As micros, pequenas e médias empresas representam muito mais do que simplesmente negócios de menor porte e são os catalisadores dos primeiros passos para muitos empreendedores. Com sua flexibilidade, inovação, cultura empreendedora, redes de contatos e impacto global, elas oferecem a receita perfeita para transformar visões em realidade e pavimentar o caminho para o sucesso nos negócios.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Nota

Os textos e opiniões publicados na área de colunistas são de responsabilidade do autor e não representam, necessariamente, a visão do Suno Notícias ou do Grupo Suno.

Matheus Marcondes
Mais dos Colunistas
Alexandre Salles Steil Pronampe: ajustes finos para salvar os pequenos negócios 

O Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) passou por mudanças nos últimos meses. Com as alterações da MP 1139/22, que revoga...

Alexandre Salles Steil
Daniel Benevides Por que as PMEs precisam de ajuda para crescer no Brasil?

O cenário econômico brasileiro atual tem sido um ambiente desafiador para as pequenas e médias empresas (PMEs). Taxa de juros do país na casa dos 13,75%, segundo o BC,...

Daniel Benevides

Compartilhe sua opinião