Eduardo Machado

As vantagens de investir em um imóvel na planta

Durante a fase de pré-obra, as construtoras geralmente oferecem descontos e condições especiais para atrair compradores. Com isso, esperam conseguir vender um número significativo de unidades já no lançamento

Para o mercado imobiliário, 2024 começa com a perspectiva de queda nos juros e inflação controlada. Junte-se a isso a expectativa de melhora econômica e, consequentemente, maior geração de empregos e renda, e temos a receita perfeita para o mercado. Falando exclusivamente de imóveis novos, temos um nicho que pode se destacar no ano.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2022/03/Ebook-Investindo-para-a-Aposentadoria-1.jpg

Adquirir um apartamento ainda em construção pode ser uma excelente opção tanto para quem busca sair do aluguel como para aqueles que pretendem comprar para investir, e as principais razões disso são, além de eventuais preços promocionais, as facilidades de pagamento e potencial valorização do empreendimento durante o período da obra, além da menor burocracia com a documentação.

Durante a fase de pré-obra, as construtoras geralmente oferecem descontos e condições especiais para atrair compradores. Com isso, esperam conseguir vender um número significativo de unidades já no lançamento, obtendo mais recursos para pagamento dos custos da obra, gerando capital de giro positivo. Sendo assim, quem se dispõe a esperar uma média de três anos para se mudar tem como vantagem a possibilidade de adquirir um imóvel com preço abaixo do valor de mercado.

Outro ponto positivo de se comprar um apartamento na planta é a possibilidade de ter um tempo maior para planejar o pagamento do imóvel. Segundo dados que consideram a variação do Índice Nacional de Construção Civil, o comum é que o cliente quite em média 30% do valor do apartamento na fase da construção. Ou seja, ainda há o parcelamento dos outros 70% restantes, conforme a modalidade de financiamento escolhida.

Durante o período da obra, o comprador dispõe de tempo para entender como as despesas desse financiamento de longo prazo irão impactar seu orçamento. Além disso, neste período, não há despesas com água, luz, condomínio e outros serviços do imóvel, o que permite maior controle das finanças e melhor organização dos gastos.

Vale lembrar também que obter uma linha de crédito para um imóvel na planta pode ser mais fácil do que para uma unidade pronta, já que o comprador tem a construtora como intermediária. E, se o cliente ainda tiver condições de dar uma boa entrada no ato da compra, o cenário fica ainda mais atrativo. Um imóvel na planta apresenta menos problemas com documentação justamente por não ter tido outro dono e chances menores de avarias que depreciam o ativo. Por isso, o procedimento tende a ser mais rápido e envolve menos burocracia para o comprador.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Investindo-no-exterior.png

Segundo o CRECI, um imóvel na planta pode valer até 50% a mais que um imóvel usado. Ou seja, se houver interesse de comprar para investir e vender após um determinado tempo, as chances de se obter um lucro maior que o valor pago inicialmente no imóvel é grande e pode valer muito a pena. De acordo com estudos do mercado imobiliário, os apartamentos na planta costumam valorizar entre 15% e 40% apenas durante o período de construção. Isso porque conforme a construção avança e a entrega se aproxima, é comum que os preços sejam ajustados para refletir a valorização da região e as melhorias realizadas no empreendimento. Além dessa movimentação de mercado, em geral empreendimentos novos tendem a ter melhores áreas comuns do que usados, sendo mais valorizados no comparativo.

Com instalações modernas, que contemplam todas as principais inovações do mercado cobiçadas pelos compradores, um imóvel na planta pode ser um patrimônio que se destaca, além da valorização, pela maior liquidez. E, mesmo sendo uma dívida de longo prazo, trata-se de uma opção que pode ser levada em conta no cenário atual.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Nota

Os textos e opiniões publicados na área de colunistas são de responsabilidade do autor e não representam, necessariamente, a visão do Suno Notícias ou do Grupo Suno.

Eduardo Machado
Mais dos Colunistas
José Eduardo Machado Imóveis como investimento: tendências para o futuro do mercado

Investir em imóveis sempre foi uma escolha sólida para quem busca preservação de patrimônio a longo prazo. No entanto, à medida que o cenário econômico e as preferênci...

José Eduardo Machado
José Eduardo Machado Transações internacionais e o mercado imobiliário: possíveis impactos globais

Em uma economia cada vez mais globalizada, é natural que o mercado imobiliário brasileiro seja influenciado por transações internacionais. Investidores externos estão ...

José Eduardo Machado

Compartilhe sua opinião