Braskem (BRKM5), Eletrobras (ELET3) e Raízen (RAIZ4) agitam mercado

Braskem (BRKM5), Eletrobras (ELET3) e Raízen (RAIZ4) agitam mercado
Braskem (BRKM5). Foto: Reprodução Instagram

Nos destaques de empresas desta quinta-feira (6), chama a atenção do mercado a Braskem (BRKM5) que já selecionou os bancos que irão coordenar a oferta subsequente de ações preferenciais, segundo informações da Bloomberg.

Além da Braskem, está também entre os destaques de empresas a Eletrobras (ELET3) que deve ser privatizada até abril deste ano, conforme informou o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Por sua vez, a Raízen (RAIZ4) concluiu a formação da joint venture com o Grupo Gera.

Já o Grupo Mateus (GMAT3) encerrou 2021 com a abertura de 44 lojas, o que se configura recorde pelo segundo ano consecutivo. E, a d1000 (DMVF3) abriu 30 novas lojas no ano passado.

Veja os destaques de empresas desta quinta-feira:

Braskem

Após uma assembleia, foram definidos os bancos que irão coordenar a oferta subsequente de ações preferenciais da Braskem, segundo informações da Bloomberg. Fontes consultadas afirmaram que a oferta deve girar em torno de R$ 8,3 bilhões.

O lado vendedor será a Novonor, ex-Odebrecht, e a Petrobras (PETR4), que já movimentavam o noticiário nos últimos meses com a saída do capital da Braskem. Segundo as fontes – que pediram anonimato em decorrência do fato de a Braskem ainda não ter publicado um comunicado oficial – o plano é realizar o follow-on até o fim de janeiro.

Eletrobras

O BNDES mantém para abril a expectativa para a realização do processo de capitalização da Eletrobras. Foi o que informou o chefe de Departamento de Estruturação de Empresas do banco, Leonardo Mandelblatt, durante a audiência pública sobre a desestatização da companhia.

Mandelblatt disse que espera ainda para janeiro a manifestação do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre o processo, e a assinatura do acórdão com o TCU em março, quando também será lançada a oferta pública.

Raízen

A Raízen, em conjunto com a sua controlada Raízen Energia, anunciou a conclusão da compra dos ativos de geração renovável de energia e da formação da joint Venture com o Grupo Gera.

Em fato relevante arquivado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Raízen afirma que a joint venture complementa sua plataforma de produtos e serviços de Energia & Renováveis, “reforçando a posição de liderança no processo de transição e descarbonização da matriz energética global, por meio da ampliação da oferta de energia mais limpa, renovável e sustentável.”

Grupo Mateus

Em 2021, o Grupo Mateus informa que alcançou pelo segundo ano consecutivo um recorde de aberturas, com 44 novas lojas no período. No último mês do ano, a companhia inaugurou 7 unidades, nos estados do Maranhão e do Pará.

A cidade de Estreito, no Maranhão, deu as boas-vindas a uma loja. Além da oferta de produtos e serviços, o Super Estreito conta com uma área de vendas de atacado de 580 m², para oferecer uma melhor experiência de compras para pequenos varejistas e para o mercado transformador da região.

d1000

A d1000 comunicou que finalizou o plano de expansão esperado para o ano de 2021, com a abertura de 30 novas lojas, sendo 26 até o terceiro trimestre e 4 ao longo do quarto.

De acordo com a companhia, para o ano de 2022 se espera realizar a abertura de 10 lojas e 20 ampliações. A d1000 afirma que as inaugurações são forte alavanca para crescimento de vendas da rede, assim como todas as ampliações realizadas nos últimos anos também confirmaram igualmente grande potencial para aumento de faturamento, com investimentos menores dos requeridos em aberturas de loja e retornos significativos no curto prazo.

Os destaques de empresas do Suno Notícias mostram os principais acontecimentos que prometem movimentar o mercado durante o dia, como a Braskem que deve estar no foco dos investidores ao longo do dia.

Poliana Santos

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO