Bradesco (BBDC4) marca datas de proventos mensais de 2021

Bradesco (BBDC4) marca datas de proventos mensais de 2021
Bradesco (BBDC4) marca datas de proventos mensais de 2021

O Bradesco (BBDC4) publicou na noite desta quarta-feira (23) o cronograma de pagamentos dos juros sobre o capital próprio ao longo de 2021.

Os investidores que quiserem receber o provento deverão ter ações do Bradesco sempre no primeiro dia útil de cada mês.

Os papéis BBDC3 e BBDC4 entram em ex-juros no pregão seguinte e o pagamento ocorre sempre no primeiro dia útil do mês subsequente.

Veja abaixo as datas para pagamentos de juros sobre capital próprio mensal do Bradesco:

Data JCP Bradesco 2021
Data JCP – Bradesco 2021

Valor do JCP do Bradesco

O conselho de administração do banco prevê a distribuição mensal de R$ 0,017249826 por ação ordinária BBDC3 e de R$0,018974809 por ação preferencial BBDC4.

Descontada a alíquota de 15% de imposto de renda, o valor líquido dos juros sobre o capital próprio é de R$0,014662352 e R$0,016128588, respectivamente.

Veja também:

Bradesco vai pagar R$ 3,502 bi em juros sobre o capital próprio

O Bradesco comunicou nesta quarta-feira (16), via fato relevante, que seu conselho de administração aprovou o pagamento de juros sobre o capital próprio (JCP) complementares no valor total de R$ 3,502 bilhões.

De acordo com o documento, o montante corresponde a R$ 0,377521225 por ação ordinária e R$ 0,415273347 por ação preferencial do Bradesco. Clique aqui e veja tudo sobre o provento!

Inadimplência voltará a crescer em 2021

O vice-presidente executivo do Bradesco, Eurico Fabri, declarou nesta quarta-feira (18) que a inadimplência no sistema financeiro deve voltar a crescer no ano que vem, visto que o indicador está, hoje, em mínimas históricas, após as medidas de flexibilização adotadas pelos bancos para apoiar clientes na pandemia.

“É natural que [a inadimplência] tenha um crescimento ao longo de 2021, mas o cenário hoje é muito melhor do que imaginamos em março, abril. Vai crescer, mas em patamares administráveis”, afirmou o executivo do Bradesco, no segundo dia do 10º Congresso de Prevenção à Lavagem de Dinheiro e ao Financiamento do Terrorismo promovido pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), segundo informações divulgadas pelo jornal “Valor Econômico”. Veja aqui a notícia completa!

Felipe Areia

Compartilhe sua opinião