Boletim Focus reduz fechamento do dólar a R$ 3,70 em 2019

Boletim Focus reduz fechamento do dólar a R$ 3,70 em 2019
Boletim Focus aumenta previsão da Selic em 2021 de 4% para 4,5%

O Boletim Focus desta segunda-feira (4) diminuiu a previsão para o dólar em 2019.

De R$ 3,75, o Boletim Focus reduziu a estimativa para a moeda norte-americana a R$ 3,70.

A queda ocorre na semana após o dólar e o Ibovespa apresentarem bons resultados no mercado.

Na última quinta-feira (31), o dólar fechou o pregão no menor patamar desde outubro do ano passado. Com queda de 0,99%, a moeda norte-americana era vendida a R$ 3,6590.

Para o índice acionário Ibovespa, janeiro foi um bom período para renovar as máximas históricas. Ao longo do mês, a alta foi de 10,94% e o indicador fechou o mês a 97.393 pontos.

Publicação on-line semanal, o Boletim Focus ou Relatório Focus é divulgado todas as segundas-feiras pelo Banco Central (BC).

O relatório é o resultado de um levantamento feito na semana passada com mais de 100 instituições financeiras.

Saiba mais – Boletim Focus diminui expectativa do PIB de 2019 para 2,53%

Saiba mais – Ibovespa acumula alta de 10,94% em janeiro, mês de recordes na Bolsa 

Confira as previsões do mercado financeiro para os indicadores de 2019 e 2020:

2019

Na semana da primeira reunião do ano do Comitê de Política Monetária (COPOM), para definir a taxa básica de juros, os investidores diminuíram a previsão da taxa Selic.

Dos 7% apostados desde o primeiro Boletim Focus do ano, os economistas preferiram deduzir que o COPOM manterá a taxa a 6,5%.

A reunião do órgão para definir a política monetária ocorrerá entre terça-feira (5) e quarta-feira (6).

Além disso, mercado reduziu a projeção para o IPCA a 3,94%. Desta maneira, a estimativa dos investidores alinha-se à meta central estipulada pelo  Conselho Monetário Nacional (CMN).

A meta deste ano para o IPCA é de 4,25% com intervalo de tolerância de 1,5% para mais ou para menos (entre 2,75% e 5,75%).

O IPCA é o indicador oficial da inflação no País, e é divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mensalmente. Há ainda o IPCA-15, a prévia mensal do indicador.

Saiba mais – Balança comercial não terá mais projeções do governo federal 

Saiba mais – Boletim Focus reduz expectativa do PIB após Davos

2020

  • PIB: projeção para o PIB continua a 2,5%.
  • IPCA: mais uma vez, o mercado manteve a projeção em 4%. A meta central para 2020 será também de 4%, com intervalo de tolerância entre 2,5% e 5,5%.
  • Taxa Selic: previsão novamente mantida em 8%.
  • Dólar: investidores estimam fechamento a R$ 3,75, ante R$ 3,78 da projeção passada.
  • Balança Comercial: a expectativa para o superávit desceu de US$ 49 bilhões a US$ 47,65 bilhões.
  • Investimento estrangeiro direto: economistas projetam US$ 80 bilhões.

O Boletim Focus mais uma vez não alterou a previsão de crescimento para os anos de 2020 e 2021. O mercado aposta que o PIB dos próximos anos encerre em 2,5%.

Amanda Gushiken

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO