Conheça o bilionário indiano mais rico que Jeff Bezos e Bill Gates

Na tarde desta sexta-feira (16), o bilionário indiano Gautam Adani passou a ser de forma breve a segunda pessoa mais rica do mundo, somente atrás de Elon Musk. Por conta disso, Adani chegou a ultrapassar a fortuna de Jeff Bezos e Bill Gates.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-1.png

O bilionário Gautam Adani é relativamente desconhecido quando se compara com as demais personalidades presentes na lista dos mais ricos do mundo, elaborada pela revista Forbes.

A fortuna de Gautam Adani é estimada em US$ 152,2 bilhões, equivalente a cerca de R$ 800,37 bilhões. O indiano chegou a ultrapassar o segundo colocado da lista, Bernard Arnault, que tem um patrimônio de cerca de US$ 154,7 bilhões, ou seja, R$ 813,52 bilhões, mas terminou o dia na terceira posição do ranking de bilionários da Forbes.

O patrimônio do bilionário indiano chegou a ser o segundo maior do mundo, após a valorização relevante no preço de diversas ações de empresas que fazem parte do Adani Group, um conglomerado pertencente a Gautam Adani.

Embora tenha chegado a assumir brevemente a segunda colocação entre os mais ricos do mundo, o bilionário ainda ficou distante do líder desse ranking, Elon Musk. O fundador da SpaceX e Tesla lidera com folga essa lista, com uma fortuna de aproximadamente US$ 270,1 bilhões, equivalente a R$ 1,42 trilhão.

Quem é o bilionário Gautam Adani?

Gautam Adani é um self-made man de 60 anos de idade. Ele construiu uma fortuna a partir de negócios com commodities e portos, assim como diversos investimentos nos setores de energia, transporte e mídia.

A construção do patrimônio de Adani passou a ser mais conhecida a partir de 2008, quando o bilionário entrou pela primeira vez na lista dos mais ricos do mundo da Forbes. Na época, sua fortuna era de US$ 9,3 bilhões, mas cresceu cerca de 15 vezes até hoje.

No ano de 2020, o bilionário indiano comprou uma participação majoritária no Aeroporto Internacional de Mumbai, o que fez com que sua empresa se tornasse a maior na operação de aeroportos da Índia.

Apesar de ser uma das pessoas mais ricas do mundo, Gautam Adani costuma ter uma postura mais introvertida. Por conta disso, acabou causando estranheza em muitas pessoas que viram seu nome figurar no top 3 entre os bilionários da Forbes, já que não é uma figura tão conhecida mundialmente quanto os demais que lideram a lista.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-2-1.png

A fortuna do bilionário vem crescendo constantemente. Em fevereiro de 2022, Adani já tinha se tornado a pessoa mais rica da Ásia, após a forte valorização das cotações de ações de empresas do Adani Group que estão presentes na bolsa de valores da Índia.

Já no mês de abril, o patrimônio de Adani chegava aos US$ 100 bilhões e no final daquele mês ultrapassou a fortuna de Warren Buffet, personalidade bastante conhecida no mundo das finanças.

Mas o avanço de sua fortuna não parou por aí. Em julho de 2022, a riqueza do bilionário indiano ultrapassou a do fundador da Microsoft, Bill Gates. Ainda no início desta semana, o montante também chegou a ser maior que o de Jeff Bezos, fundador da Amazon, fazendo com que Adani se tornasse a terceira pessoa mais rica do mundo.

A trajetória do bilionário indiano

Algumas empresas associadas a Adani também foram incluídas no ranking da Forbes das 2.000 maiores companhias de capital aberto do mundo em 2022. Entre elas estão:

  • Adani Enterprises (holding);
  • Adani Ports & Special Economic Zone (transporte);
  • Adani Green Energy (energia);
  • Adani Transmission (concessionária);
  • Adani Total Gas (gás natural).

No ano de 2010, o bilionário disse à Forbes que “ser empreendedor é o meu trabalho dos sonhos, pois testa a tenacidade de uma pessoa. Eu nunca poderia receber ordens de ninguém”.

Além disso, o indiano disse que seu desejo era “ser lembrado como alguém que criou uma infraestrutura única para a Índia e contribuiu para a história de crescimento econômico da Índia”.

Apesar de ter construído uma fortuna, Adani também passou por momentos difíceis durante sua trajetória. No ano de 1997, ele foi sequestrado, de modo que os bandidos pediram US$ 1,5 milhão para soltá-lo.

Já no ano de 2008, o bilionário passou por um ataque terrorista, enquanto jantava em um restaurante no Taj Mahal Palace Hotel, mas acabou escapando ileso do incidente.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

João Vitor Jacintho

Compartilhe sua opinião