Banco Inter (BIDI4) cancela reorganização societária e plano de listagem nos EUA

Banco Inter (BIDI4) cancela reorganização societária e plano de listagem nos EUA
Banco Inter: todos os acionistas continuarão a negociar livremente com as suas ações, sem qualquer alteração, a partir de 3 de dezembro. Foto: Reprodução Facebook

O Banco Inter (BIDI4) anunciou nessa quinta-feira (2) que cancelou a reorganização societária aprovada em assembleia no último dia 25 e o plano de listar suas ações na Nasdaq, em Nova York. O banco digital explicou que foi apurado um valor da opção cash-out (em que o acionista recebe em dinheiro por sua fatia) superior a R$ 2 bilhões, e assim “não foi atendida a condição de que a soma total a ser desembolsada para fins de pagamento não excedesse esse montante.”

O banco estimava que os acionistas resgatassem até R$ 2 bilhões na troca dos papéis por dinheiro. A outra alternativa era trocar as ações por recibos de BDRs, na conclusão do processo de listagem nos EUA. Só que as solicitações do direito de venda em cash out totalizaram mais do que 10% acima desse limite.

Como consequência, o Banco Inter optou por não exercer o direito de aprovar o pagamento da opção cash-out. Por isso, a reorganização societária do banco digital não será implementada nos termos aprovados na assembleia geral extraordinária realizada no último dia 25. Com a reorganização societária, o banco pretendia migrar sua base acionária para a Nasdaq, bolsa de tecnologia dos Estados Unidos.

Em relação à negociação das ações do Banco Inter, não haverá, segundo o Fato Relevante publicado nesta quinta, restrição à dinâmica de negociação dos papéis, e todos os acionistas do banco continuarão a negociar livremente com as suas ações, sem qualquer alteração, a partir de 3 de dezembro, conforme explica o fato relevante arquivado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Especialistas do mercado já previam que o processo poderia não acontecer.

Analistas previam que reorganização societária do Banco Inter poderia não sair

Mais cedo, relatório da Genial Investimentos alertava para esse risco. Segundo os analistas, “considerando o preço atual das ações/units, o acionista que não quiser receber BDR’s poderá vender a sua participação (cash-out).” O texto completava: “Acreditamos haver uma arbitragem atrativa capaz de inviabilizar a operação.”

O valor a ser pago aos acionistas do Banco Inter que optassem por receber dinheiro (cash-out) e não os recibos de ações (BDRs) seria de R$ 45,84 por unit (BIDI11). Acontece que esse preço representava um prêmio em comparação ao último fechamento (R$ 33,87).

Com isso, para quem já era acionista e queria vender a unit do Banco Inter seria possível liquidar a posição a um valor superior ao de mercado, mitigando as perdas dos últimos dias.

Entretanto, “se os resgates superarem R$ 2 bilhões, a operação poderá ser cancelada”, diz a Genial. E a previsão deles é de que isso pudesse acontecer.

Isso porque o Inter tem uma capitalização de mercado (market cap) de aproximadamente R$ 32 bilhões, dos quais 41% estão em circulação, que equivalem a R$ 13 bilhões. Com resgates superando a faixa dos R$ 2 bilhões, o risco de perdas para o banco digital ficaria muito grande.

Genial apontava riscos de entrar no cash-out do Banco Inter

A Genial apontava dois riscos para os acionistas do Banco Inter ao solicitar o cash-out:

Primeiro: o acionista contribuirá indiretamente para inviabilizar a operação, elevando o montante de resgate. Caso a reestruturação não seja concluída, as ações devem cair no curto prazo;

Segundo: se a pessoa estiver tentando vender suas ações para recomprar os BDR’s mais baratos após o resgate, eles poderão ficar mais caros, tendo em vista a alta volatilidade dos papéis do banco nos últimos meses e o IPO do Nubank no meio tempo (8 de dezembro), que, pelo forte comparável, poder destravar valor para o Banco Inter.

Os analistas da Genial Eduardo Nishio, Bruno Bandiera e Guilherme Vianna fizeram a seguinte ponderação:

“Em função de acreditarmos que as ações do Banco Inter estão subavaliadas, não recomendamos aos acionistas que não estão interessados em vender suas ações, que solicitem o cash-out somente pela arbitragem, dados os riscos enumerados.”

Os acionistas do banco tinham até hoje (2) para decidirem se queriam receber seus BDR’s do Inter (BIDD31) ou se queriam o valor em dinheiro (cash-out).

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião

Comece 2022 investindo nos melhores Fundos Imobiliários

Baixar agora!