Banco Inter (BIDI4): BlackRock passa a deter 5% da empresa e ações saltam

Banco Inter (BIDI4): BlackRock passa a deter 5% da empresa e ações saltam
Units do Banco Inter caem mais de 8% após balanço do 4T21

A BlackRock passou a deter 5,05% das ações do Banco Inter (BIDI4), segundo comunicado da noite de quarta-feira (27).

Segundo o comunicado, a BlackRock agora possui um montante de 64.874.119 ações preferenciais do Banco Inter, negociadas na bolsa sob o ticker BIDI4.

A BlackRock anunciou ainda que o objetivo das participações societárias é estritamente de investimento, sem visar alteração do controle acionário ou da estrutura administrativa do Inter, e que não foram fechados, pela BlackRock, contratos que regulem o exercício de direito de voto ou a compra e venda de valores mobiliários.

Também divulgou que não foram celebrados, pela BlackRock, quaisquer contratos ou acordos que regulem o exercício de direito de voto ou a compra e venda de valores mobiliários emitidos pelo banco Inter.

Ações do Banco Inter em alta

Um dos papéis de maior destaque da bolsa, as ações do Banco Inter operam em alta no intradia no pregão desta quinta (27). Os papéis preferenciais do banco digital fecharam em alta de 6,31% cotados a R$ 8,59.

Ao mesmo tempo, as units, ainda mais líquidas, encerraram em alta de 6,28%. Os papéis em questão ficam cotados a R$ 25,72.

Apesar disso, o desempenho para o banco é negativo nas janelas de tempo mais recentes.

Se consideramos os últimos seis meses, as units do Inter já caíram 66%, sendo 13% no acumulado dos últimos 30 dias. A venda do papel só daria lucro para quem o mantém na carteira desde antes de meados de novembro de 2020, quando a cotação era levemente inferior a atual.

BTG estima alta de 73% em BIDI11

Nesse contexto de preços descontados, os analistas do BTG Pactual (BPAC11) veem oportunidade para que as ações alcancem R$ 36 nos próximos 12 meses.

O preço-alvo foi estipulado em relatório de equity research desta quarta (19). Neste mesmo dia, às 17h, as ações do Banco Inter sobem 7,44% desde o início do pregão – indo de R$ 20,70 para R$ 22,24.

Por vários momentos, as units BIDI11 estiveram no topo do Ibovespa, sendo a maior valorização na abertura do pregão em um dia de alta generalizada da bolsa e queda do dólar.

“Atualizando nossa visão para o ambiente mais desafiador e reiteramos a recomendação de compra. Desde que atingiu a máxima histórica de R$ 85 em julho de 2021, a ação caiu 76% em uma combinação de deterioração macro e maior custo de capital, que naturalmente impactaram nomes de alto crescimento com avaliações excelentes”, diz o documento do BTG Pactual.

Segundo o banco de investimento, durante esse período, sofreram as ações de empresas com rentabilidade ainda mais baixas, como o Inter.

Além disso, o papel do Banco Inter sofreu quedas por causa do recuo da listagem nos EUA que estava prevista para ocorrer em dezembro e as preocupações com a geração de receita no país, que pode representar cerca de 50% até 2025 segundo o guidance.

 

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO