Banco Inter (BIDI4) sobe mais de 7% e está entre as maiores altas do Ibovespa; entenda o motivo

Banco Inter (BIDI4) sobe mais de 7% e está entre as maiores altas do Ibovespa; entenda o motivo
Banco Inter (BIDI4) - Foto: Divulgação

As ações do Banco Inter (BIDI11;BIDI4) estão entre as maiores altas do Ibovespa nesta quinta-feira (11) em um pregão com alta generalizada dos papéis da bolsa. A alta era do BIDI4 era de 10% por volta das 12h45. Às 14h30, os papéis reduziam ganhos e avançavam 7,74%.

Com melhor das perspectivas nas últimas semanas, tanto as ações preferenciais quanto as units do Banco Inter têm apresentado alta nos últimos pregões. Apesar disso, a alta de hoje destoa em relação às demais, que ainda figuravam como correções após quedas sucessivas.

No fim de outubro, em uma semana, os papéis do banco caíram mais de 20% – panorama que foi revertido por uma sucessão de mudanças.

Ainda em dezembro, os papéis da fintech devem estrear na Nasdaq – mais especificamente entre os dias 27 e 28 de dezembro, segundo o Brazil Journal.

Os acionistas votarão a reorganização societária do Banco Inter e a mudança de nome para Inter Platform no dia 25 de novembro, em uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE).

O Inter disse que abriu uma linha de crédito de R$ 2 bilhões com bancos para garantir a eventual retirada dos atuais investidores.

Apesar dessa reestruturação do capital social, a família Menin continuará no controle do banco, com a manutenção de ações Classe B, que possuem 10 vezes mais poder de voto que as ações Classe A – movimento análogo ou da Stone e XP, companhias vinculadas à tecnologia que listaram-se em solo americano.

Com esse movimento, o Bank of America (BofA) reiterou recomendação de compra mirando R$ 80 de preço-alvo. Diz que os papéis oferecem um potencial “significativo” de valorização do ponto de vista fundamental, apoiado pelo laudo de avaliação da PwC.

O BofA explica que “a opção de saque avalia a Inter em R$ 39,2 bilhões (ou R$ 45,8/Unit a ser remunerado pelo CDI até o efetivo pagamento) e foi definida pela PwC. (…) E a opção de saque é limitada a R$ 2 bilhões (ou 10% do float ex-Softbank).”

Os analistas reforçam que a PwC definiu o valor de saque com base na média ponderada dos preços diários de negociação do Inter nos últimos 30 dias.

“Segundo o avaliador, a cotação recente das ações já incorpora as condições macroeconômicas atuais e, dada a liquidez das ações do Inter, os preços de mercado tendem a refletir o valor justo.”

A Genial Investimentos, por sua vez, lembra que o NII ficou 9% acima do esperado, conforme a divulgação do balanço do Banco Inter, ainda no fim de outubro.

“Grande parte do crescimento do NII veio de operações de tesouraria com o capital arrecadado no follow on de julho de 2021″, diz o relatório.

“Apesar de reiterarmos a recomendação de compra, estamos abaixandopreço alvo de R$ 80,0 para R$ 67,3 por causa do aumento na taxa de desconto com a elevação do risco Brasil“, enfatiza a corretora.

Banco Inter apurou lucro líquido de R$ 19,25 milhões no 3T21

Segundo o balanço publicado no dia 26, o banco digital apurou lucro líquido de R$ 19,25 milhões no terceiro trimestre de 2021, revertendo prejuízo de R$ 8,06 milhões registrado em igual período do ano passado.

De julho a setembro deste ano, as receitas do Inter somaram R$ 720 milhões, apresentando crescimento de 133% na comparação anual, apoiadas pelo mix saudável entre o resultado bruto da intermediação financeira (NII) e a receita de serviços.

Já o NII do Banco Inter alcançou R$ 454 milhões no período, um aumento de 137% na comparação anual, impulsionado pelo crescimento da carteira de crédito, compensado pelo aumento do saldo de depósitos e pelo aumento de capital de R$ 5,5 bilhões em junho de 2021.

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião

Comece 2022 investindo nos melhores Fundos Imobiliários

Baixar agora!