Ambipar (AMBP3) fecha mais uma compra ao entrar no capital da Suprema

A Ambipar (AMBP3) efetivou uma aquisição de 70% do capital da Suprema – uma empresa de gestão de resíduos Suprema – por meio de sua subsidiária Environmental.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240-Banner-Home-1.png

A compra feita pela Ambipar foi divulgada na terça-feira (31) em comunicado ao mercado arquivado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Não foi informado o valor da transação.

Com o movimento, as ações da Ambipar sobem 0,56% fora da carteira do Ibovespa, cotadas a R$ 67,44.

“A Suprema atua há 26 anos no gerenciamento, movimentação e tratamento de resíduos, coprocessamento, valorização de recicláveis, carregamento e transporte de rocha com foco principal no setor de mineração”, destaca a Ambipar no documento sobre a aquisição.

“A companhia possui expertise em customização de equipamentos para atendimento a demandas específicas e tem sido premiada anualmente pelos clientes como destaque no fornecimento de serviços e práticas de gestão de Qualidade e Segurança. Tem abrangência nacional, com operações em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Goiás e Rio Grande do Sul”, acrescenta.

Nas últimas semanas a companhia vem investindo cada vez mais em compras, e por isso tem sido considerada uma “máquina de aquisições” pelos analistas. Em relatório de julho, o BTG Pactual (BPAC11) informou que a Ambipar teve seu preço-alvo elevado após concluir cinco fusões e aquisições em menos de três semanas.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

A Ambipar fez compras da Disal, no Chile, Peru e Canadá; a Suatrans, no Chile; a EMS, nos Estados Unidos; a Sabi, na Colômbia e a Swat, nos Estados Unidos.

A empresa fechou 22 fusões e aquisições desde que fez seuIPO em junho de 2020, lembra o Bank of America (BofA) que em relatório aumentou o preço-alvo de Ambipar R$ 42 para R$ 81, com recomendação de compra

A aquisição da Suprema deve ajudar a companhia a diversificar a carteira de clientes e setores de atuação. A compra, por ter sido feita por uma subsidiária de capital fechado, não fica submetida ao crivo dos acionistas.

A Ambipar tem mais planos para sua controlada Environmental.

Ambipar mira IPO de subsidiária

Na última quarta-feira (18) a Ambipar apresentou um pedido de oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da Environmental à CVM.

Segundo a companhia, essa oferta terá esforços de colocação no Brasil e no exterior e será acompanhada de pedido de adesão ao segmento do Novo Mercado da B3.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop-1.jpg

“Serão fixados pelo conselho de administração da Environmental ESG Participações: a quantidade de ações a serem por ela emitidas no âmbito da oferta e o preço de emissão das ações, conforme venha a ser acordado na data de precificação”, disse a Ambipar em fato relevante.

Em razão da decisão da oferta, a diretora presidente da Ambipar, Izabel Cristina Andriotti Cruz de Oliveira, renunciou ao cargo e foi eleita para a posição de Diretora Presidente da Environmental ESG.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Controle-de-Investimentos.png

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião