E o cancelamento do Carnaval de rua? Veja o que espera a XP das ações da Ambev (ABEV3)

E o cancelamento do Carnaval de rua? Veja o que espera a XP das ações da Ambev (ABEV3)
Ambev (ABEV3) teve receita líquida acima da projeção dos analistas

Com o prolongamento da crise do coronavírus e a suspensão do Carnaval de rua nas principais capitais do país, o que esperar das ações da Ambev (ABEV3), maior empresa brasileira de bebidas alcoólicas, em 2022? A XP diz que as expectativas foram reduzidas. Mas a companhia estima ventos favoráveis apesar do cenário prejudicado neste início de ano.

A tese tem como base as projeções para o balanço do quarto trimestre de 2021. O relatório da XP Investimentos, assinado por Leonardo Alencar e Pedro Fonseca, aponta que resultado deve vir mais fraco do que o estimado, mas o volume de cerveja no Brasil deve crescer 6,5% no total de 2021. “O sólido aumento de Receita Líquida/hl de 10% (aumento de preço, canal de vendas e mix de produtos e gestão de receita) impulsionará um crescimento de 17,2% em relação a 2020″.

Com isso, a XP enxerga que a Ambev deve superar seus pares e ganhar participação de mercado.

Para o quarto trimestre, estimam que a cerveja no Brasil diminua 5% devido à piora do cenário macroeconômico e das perspectivas mistas da pandemia. No entanto, deve ocorrer um aumento de 10% ano contra ano nos preços.

Os analistas da corretora reiteram por isso a recomendação de compra das ações da Ambev, com preço-alvo de R$ 18,80 por ação para o fim de 2022.

O relatório diz que o setor de bebidas teve um forte início em 2021, com aumento da produção de bebidas alcoólicas segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nos primeiros 5 meses do ano, garantindo um crescimento de 12,4% no 1º semestre de 2021. No mesmo período, as vendas de cerveja da Ambev para sua operação brasileira aumentaram 14,3% ano contra ano, superando seus pares.

Mas o agravamento da inflação e as incertezas sobre as novas variantes do coronavírus, que levaram ao cancelamento de eventos importantes para a companhia, como o carnaval de rua, fez com que o foco da indústria mudasse de volume para pressão de preços para garantir melhores margens, diz a XP.

Ambev se manifesta sobre cancelamento do carnaval de São Paulo

A Ambev emitiu nota à todos os municípios onde a cervejaria é patrocinadora informando que o cenário atual da pandemia exige “muita cautela”. O comunicado ocorreu em resposta ao cancelamento das festas de rua em diversas cidades do estado de São Paulo, incluindo a própria capital.

“Somos apaixonados pelo carnaval, mas o cenário ainda exige muita cautela. A saúde das pessoas deve vir sempre em primeiro lugar. Diante do surgimento da nova variante de Covid-19 ao redor do mundo, contatamos as prefeituras parceiras e outros grandes realizadores do carnaval para termos clareza sobre o calendário da festividade. Continuamos seguindo e endossando as recomendações médicas e sanitárias e das autoridades locais para uma celebração segura e responsável” escreveu a Ambev em carta enviada às prefeituras, obtida com exclusividade pelo jornal O Globo.

Última cotação da Ambev

No pregão desta terça-feira (18), as ações da Ambev caíram 1,48%, cotadas a R$ 14,58. No acumulado dos últimos 12 meses, apresentam tombo de 10,57%.

Bruno Galvão

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO