CVC (CVCB3) diminui prejuízo e BofA faz recomendação de compra

CVC (CVCB3) diminui prejuízo e BofA faz recomendação de compra
CVC. Foto: Reprodução Facebook

A CVC (CVCB3) divulgou na sexta (12) seu balanço do terceiro trimestre e redução do prejuízo dem 59,4%. O Bank of America (BofA) vê o resultado da companhia de turismo com otimismo, recomendando compra e preço-alvo de R$ 33,00.

A opinião do banco se baseia na perspectiva de retomada do setor de viagens, amplamente afetado pela pandemia. As vendas e as margens do CVC  melhoraram, apesar do cenário macroeconômico contrário. Mas as taxas de vacinação aumentaram e os padrões de gastos do consumidor começaram a se normalizar, lembra o BofA.

As viagens domésticas apresentaram uma recuperação significativa aos níveis pré-pandemia, com as reservas atingindo 64% do reportado no terceiro trimestre de 2019 — embora a capacidade internacional esteja subindo mais lentamente.

As reservas internacionais foram afetadas ainda mais por restrições de viagens, disponibilidade e atrasos de vistos. A demanda internacional de lazer e negócios deve ficar atrás do lazer doméstico em 12 a 24 meses.

As reservas confirmadas da CVC entre julho e setembro alcançaram R$ 2,918 bilhões, contra R$ 1,042 bilhão anotado no penúltimo trimestre de 2020. A variação equivale a um salto de 180,1%. A companhia atribuiu a melhora à retomada de planos de viagens e aumento da imunização no Brasil e Argentina.

Segundo o BofA, a empresa está saindo da crise de forma “enxuta”. A CVC encerrou o 3T21 com dívida líquida de R$ 466 milhões, ante R$ 718 milhões em junho. O prejuízo no trimestre foi de R$ 81,9 milhões, contra um resultado de 201,9 milhões reportado um ano antes.

Entre julho e setembro deste ano, a receita líquida da CVC somou R$ 230,4 milhões, um avanço de 271,4%, em comparação com a receita de R$ 62 milhões vista um ano antes. Já o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado cresceu 75,4% na mesma base comparativa, para R$ – 33,3 milhões ao final de setembro. Na mesma época em 2020, o indicador estava negativo em R$ 135,3 milhões.

Ação da CVC em ritmo de queda

A perspectiva positiva do BofA ainda não é compartilhada com o mercado. A ação da CVC registrou queda de 6,57%, cotada a R$ 15,50. No ano, o papel negociado na Bolsa de Valores de São Paulo (B3) acumula uma queda de 18,93%

Bruno Galvão

Compartilhe sua opinião

Comece 2022 investindo nos melhores Fundos Imobiliários

Baixar agora!