Acionistas vendem ações da Aeris (AERI3) dentro do período de lock up, diz site

Acionistas vendem ações da Aeris (AERI3) dentro do período de lock up, diz site
Emissão anunciada pela Aeris é a segunda do ano - Foto: Divulgação

O período de lock up define que investidores não podem vender ações de uma empresa, sob pena de multa. Mas, segundo o Valor Investe, acionistas do bloco de controle da Aeris (AERI3) se desfizeram de 15 milhões de ações em leilão na última terça-feira (23), o equivalente a 1,95% do capital da empresa, com o aval de bancos.

A fabricante de pás para geradores de energia eólica Aeris realizou sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) em novembro do ano passado, em operação de R$ 1,13 bilhão. Pelas regras da operação, os investidores deveriam respeitar um período de seis meses antes de venderem papéis da companhia, a cláusula de lock up.

Contudo, de acordo com informações do Valor Investe, os bancos coordenadores da operação, BTG Pactual (BPAC11), XP, Morgan Stanley, Santander Brasil (SANB11), Citi e Safra, conferiram uma espécie de “perdão” para que a venda ocorresse.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Conforme o site, as instituições financeiras viram a demanda como legítima e liberaram o lock up. Depois de quarto meses do IPO da Aeris, após a ações saírem de um nível de R$ R$ 5,50, abaixo do piso da faixa indicativo de preço, para mais de R$ 9,00, os acionistas venderam os papéis.

Não há expectativa de vendas adicionais, reportou o Valor Investe. A operação de ontem foi equivalente a perto de 40% do total previsto na oferta secundária do IPO.

Segundo o site, a venda foi realizada por 12 acionistas pessoas físicas. O maior deles é Alexandre Negrão, cuja participação na empresa chegava a 53% após o IPO.

Procurada pelo SUNO Notícias, a Aeris não respondeu até o fechamento desta matéria.

Última cotação da Aeris

As ações ordinárias da Aeris fecharam o pregão desta quarta-feira em alta de 0,89%, a R$ 9,02.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO