Weg (WEGE3): após investimento bilionário, banco espera retorno robusto e recomenda compra

A Weg (WEGE3) anunciou nesta terça (5) que vai investir R$ 1,2 bilhão na expansão de capacidade de produção de transformadores no Brasil, México e Colômbia. Para o BTG Pactual, o investimento bilionário sugere alto retorno nos negócios de transformadores, validando a estratégia de alocação de capital. A partir disso, o banco recomenda compra das ações, com preço-alvo de R$ 50 – ante a cotação atual de R$ 35. 

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-1.png

Outro ponto destacado pelo BTG no investimento da Weg em três países é o foco aumentado no México, alinhado com a robusta demanda por equipamentos de energia devido ao rápido crescimento industrial do país. Cerca de R$ 765 milhões serão investidos no México para estabelecer uma nova fábrica de transformadores de energia em terrenos recentemente adquiridos em Atotonilco de Tula em Hidaldo, região central do país.

“Isso permitirá que a fábrica de transformadores de Huehuetoca [também na região central] se concentre em equipamentos de 138 a 230 kV, atendendo à crescente demanda da Weg no México e nos EUA”, comenta a equipe do BTG. 

Segundo analistas, a expansão da produção da Weg no negócio de transformadores aumentou sua relevância no segmento na América do Norte, com participação de 4% em transformadores de energia e 7% em transformadores de distribuição. 

O BTG acredita que a participação aumentou durante a pandemia, devido à maior flexibilidade industrial da Weg. Além disso, a aquisição de novos terrenos no México sinaliza esse compromisso de expansão. 

“O México serve como principal centro de produção da Weg fora do Brasil, se beneficiando da avançada integração vertical. Essa integração melhora a reputação da marca e posicionamento de mercado, com 15% de participação de mercado em motores elétricos de baixa tensão na América do Norte”, sinaliza o BTG.

À medida que a integração vertical progride no México, dizem os analistas, a expectativa é de que a rentabilidade média na região se alinhe ainda mais à sua unidade brasileira altamente produtiva, como evidenciado nos resultados da Weg do terceiro trimestre de 2023. 

Os analistas do BTG lembra que “nos últimos anos, a Weg realizou diversos investimentos estratégicos no
setor de transformadores” e relaciona:

  • (i) em 2020, a Weg adquiriu uma das fábricas de transformadores da TSEA em Betim, Minas Gerais;
  • (ii) em 2021, a Weg assumiu a propriedade integral da Balteau, fábrica especializada em transformadores, em Itajubá, Minas Gerais;
  • (iii) também em 2021, a companhia inaugurou sua quinta fábrica de transformadores na América do Norte;
  • e (iv) em 2022, durante sua Investor Day, a empresa traçou planos para adaptar sua fábrica de transformadores para fontes renováveis aplicações de energia e expandir sua fábrica de transformadores de potência para lidar com tensão varia de 230 a 550 kV.

“Lembramos que ocorreram 26 leilões de transmissão em Brasil nos últimos dez anos, com R$ 217 bilhões em investimentos. Em um conservador abordagem, do investimento total para linhas de transmissão, 10-15% referem-se a investimentos em equipamentos de transmissão”, diz o BTG.

“A participação de mercado da Weg no segmento de transmissão tem variou entre 30% e 40%, significando uma carteira de pedidos de R$ 7 a 13 bilhões no último década, ou 26% da receita de energia”, complementa.

O projeto de expansão da Weg está previsto para ser concluído até 2026, com flexibilidade para capacidade adicional, se necessário, observa o BTG.

“A empresa vem ampliando sua capacidade de produção de transformadores recentemente, incluindo novas fábricas nos EUA e no México, juntamente com as aquisições da TSEA e Balteau no Brasil. Este movimento estratégico, sustentado pelo forte poder da marca da empresa e pela indústria verticalmente integrada, sugere espaço para retornos elevados no negócio de transformadores, validando a estratégia de alocação de capital”, lembram os analistas. “Embora a avaliação não seja uma pechincha, reforçamos a recomendação de compra para a Weg.”

Weg anuncia investimento bilionário

A Weg vai investir R$ 1,2 bilhão na expansão de capacidade de produção de transformadores no Brasil, México e Colômbia, conforme anunciado nesta terça-feira (5). Esse investimento deve ser realizado nos próximos 3 anos.

Os investimentos da Weg visam elevar cerca de 50% da sua capacidade de produção.

No Brasil, por exemplo, os investimentos devem ser voltados aos parques fabris de Betim e Itajubá, ambos situados em Minas Gerais.

No parque fabril de Betim, a Weg está buscando ampliar o imóvel para alocação de novos postos de trabalho e também construir uma nova fábrica voltada a produzir radiadores. A fábrica terá cerca de 4.600 m².

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-2-1.png

A expectativa é de que a operação em Betim tenha mais de 47.000 m² de área construída, a partir de um aporte de R$ 200 milhões.

Já no parque fabril de Itajubá, a Weg tem uma fábrica de transformadores para instrumentos e conjuntos de medição.

Nessa operação, que terá um investimento de R$ 83 milhões, a empresa quer elevar ao dobro a sua capacidade de produção, a partir da construção de uma nova fábrica com 6.000 m² de área construída.

Investimentos no México e Colômbia

investimento da Weg no México ficará em torno de R$ 765 milhões. Os recursos serão destinados à construção de uma nova fábrica de transformadores de potência.

A nova fábrica, que deve ter 33.000 m² de área edificada, vai ser desenvolvida no terreno comprado em Atotonilco de Tula.

“A estratégia deste projeto é passar a atender o mercado de transmissão norte americano até 550 kV, liberando a atual fábrica de transformadores de Huehuetoca para a produção de equipamentos de 138 kV a 230 kV e ofertar mais capacidade para atender a demanda continua e crescente por transformadores de potência no país e nos EUA”, explica a Weg em seu comunicado.

Na Colômbia, o aporte total deve ser de R$ 190 milhões. O objetivo é aumentar sua capacidade de produção a partir da construção de uma fábrica de transformadores de até 60 MVA. O projeto será na cidade de Rionegro, estado de Antioquia.

O novo parque fabril da Weg na Colômbia deve ter 23.000 m² de área construída e seu desenvolvimento visa atender a demanda do setor de petróleo e ampliar a modernização do parque energético em países como Chile, Bolívia, Peru, Equador e América Central.

Lucro salta 13% no 3T23

WEG reportou lucro líquido de R$ 1,311 bilhão no terceiro trimestre de 2023 (3T23). Com isso, o lucro da WEG fica 13,3% superior ao reportado em igual etapa de 2022.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) da WEG no 2T23 foi de R$ 1,738 bilhão, representando alta de 10,9% na base anual.

margem Ebitda, por sua vez, foi de 21,5%, mostrando um avanço de 1,7 ponto percentual (p.p.) frente a margem registrada em 3T22.

receita líquida da WEG foi de R$ 8,074 bilhões, representando alta de 2,1% na base anual.

Desempenho anual das ações da WEG

Cotação WEGE3

Gráfico gerado em: 06/12/2023
1 Ano

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Vinícius Alves

Compartilhe sua opinião