AGENDA

Vice-presidente de Finanças e RI do Carrefour Brasil (CRFB3) deixa cargo

Vice-presidente de Finanças e RI do Carrefour Brasil (CRFB3) deixa cargo
Carrefour Atacadão (CRFB3) - Supermercado. Foto: Divulgação

Sébastien Durchon, diretor vice-presidente de Finanças e Relações com Investidores do Carrefour Brasil (CRFB3), deixará o cargo a  partir do dia 1º de junho, ou quando seu substituto tomar posse efetiva do posto, informou a varejista nesta quinta-feira (22).

Durchon continuará no Carrefour, na liderança do processo de integração do Grupo BIG, além de ser preparado para assumir outro posto dentro da empresa no futuro.

Para o seu lugar, foi indicado David Murciano, atualmente diretor financeiro das operações do Grupo Carrefour na Espanha. Sua posse depende da obtenção de visto de trabalho no Brasil.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Vendas brutas do Carrefour avançam 14,2%

No início da semana, o Carrefour Brasil divulgou as vendas do primeiro trimestre de 2021 em versão preliminar. Segundo a varejista, as vendas brutas consolidadas somaram R$ 18,1 bilhões no período, o que representa um avanço de 14,2%, em comparação com os três primeiros meses de 2020.

As vendas brutas do Atacadão alcançaram R$ 12,686 bilhões no primeiro trimestre de 2021, um avanço de 17,5% na comparação ano a ano.

Frente a esses resultados, o CEO do Grupo no Brasil, Noël Prioux afirmou que “O Grupo Carrefour Brasil registrou outro forte desempenho no primeiro trimestre, superando o mercado com crescimento de vendas de dois dígitos, apesar de um ambiente muito desafiador no Brasil e uma base de comparação difícil”.

O volume bruto de mercadoria (GMV) total cresceu 34,9% no trimestre encerrado em março, impulsionado pelo e-commerce alimentar, que avançou 140,1%. “Somado ao desempenho impressionante obtido no ano passado, quando crescemos 239%, nós multiplicamos por cerca de 8 vezes o tamanho do nosso canal digital alimentar em um período de dois anos”, mostra o documento.

O segmento não alimentar do Carrefour registrou crescimento de 13% entre janeiro e março deste ano sem o marketplace.

(Com Estadão Conteúdo)

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião