URGENTE

‘Vaca louca’: Marfrig (MRFG3) vê retomada de exportações em breve

‘Vaca louca’: Marfrig (MRFG3) vê retomada de exportações em breve
Vaca. Foto: Pixabay

Após o governo brasileiro suspender exportações de carne bovina para a China por conta de dois casos de vaca louca, a Marfrig (MRFG3) comunicou nesta segunda-feira (6) que a situação está dentro dos parâmetros e espera a retomada em breve.

A Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) confirmou no final de semana dois casos atípicos de Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB) — conhecida como vaca louca — em frigoríficos de Nova Canaã do Norte (MT) e de Belo Horizonte (MG).

O Ministério da Agricultura notificou a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) sobre os casos, os quais levaram à auto suspensão temporária de emissões de certificados sanitários para exportação de carne bovina do Brasil para a China, informou a Marfrig em comunicado.

A companhia destacou que, segundo o Mapa, a suspensão tem como base um protocolo bilateral de inspeção entre
os dois países.

Ainda assim, por se tratarem de casos de atípicos de vaca louca, a Marfrig avaliou que a OIE deveria manter inalterado o status do Brasil e encerrar o episódio. O País tem status de risco insignificante.

“O tratamento que vem sendo dado ao caso comprova a eficiência e a transparência dos mecanismos brasileiros de rastreabilidade e de controle sanitário,” ressaltou a companhia.

“A Marfrig acredita que a situação está dentro dos parâmetros regulares envolvendo questões sanitárias e espera que as exportações sejam retomadas em breve.”

A empresa tem, na América do Sul, 13 plantas habilitadas para China, sendo sete habilitações no Brasil, quatro no Uruguai e três na Argentina.

No acumulado dos primeiros seis meses do ano, as exportações brasileiras da Marfrig para o mercado chinês representaram 5,6% da receita líquida consolidada.

Cotação da Marfrig hoje

Por volta de 15h30, a ação da Marfrig (MRFG3) operava em alta de 2,95%, mesmo com as exportações suspensas por conta da vaca louca, cotada a R$ 21,97.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião