Usiminas (USIM5) prevê espaço para reajuste nos preços em dezembro

Usiminas (USIM5) prevê espaço para reajuste nos preços em dezembro
Usiminas (USIM5) prevê espaço para reajuste nos preços em dezembro

A Usiminas (USIM3; USIM5; USIM6) informou nesta sexta-feira (27) durante evento para investidores que prevê espaço para novos aumentos de preços em dezembro deste ano devido ao desconto de paridade nas importações.

Segundo relatório do Goldman Sachs, “a Usiminas não confirmou aumento nos preços do aço em dezembro (diferentemente do relatório da CSN), mas observou que há espaço para aumento, já que os preços domésticos do aço continuam oferecendo um pequeno desconto em relação aos preços do aço importado (vs prêmios históricos de 5-10%)”.

Em relação à negociação de preço com o setor automotivo, a empresa informou que o novo contrato deve refletir o aumento de custos e a desvalorização do real. “Modelamos um aumento de preço de 25%, mas vemos riscos de alta, já que as siderúrgicas aumentaram os preços perto de 50% para o canal de distribuição em 2020”, concluiu o relatório.

As projeções do grupo são de que a demanda de aço continue forte para o próximo ano, crescendo 10% em função das taxas de juros mais baixas, recuperação da produção industrial e maiores investimentos em infraestrutura.

A companhia observou durante o evento que a demanda atual foi impulsionada por uma reposição de estoque, esperando que esse ritmo continue pelo menos até o final do primeiro trimestre de 2021. Depois disso, a Usiminas acredita que terá uma melhor percepção da real demanda do mercado final.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

Usiminas reverte prejuízo e tem lucro de R$ 198 milhões no 3T20

A Usiminas reverteu o prejuízo de R$ 139 milhões, apresentado no terceiro trimestre do ano passado, e registrou lucro líquido de R$ 198 milhões no mesmo período deste ano.

A receita líquida somou no terceiro trimestre R$ 4,4 bilhões, superior em 80,7% em relação ao segundo trimestre, devido aos resultados positivos que a Usiminas registrou em suas unidades de Siderurgia, Mineração e Transformação de Aço.

O Ebitda Ajustado (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da Usiminas foi de R$ 826 milhões. A margem Ebitda ficou em 19% no terceiro trimestre deste ano.

 

Rafaela La Regina

Compartilhe sua opinião