TikTok: Estados Unidos dá mais um passo e aprova pacote que permite banimento do app; pauta vai ao Senado

Os Estados Unidos parecem ter dado mais um passo em direção ao objetivo de banir o aplicativo chinês TikTok de seu país, hoje utilizado por cerca de 170 milhões de americanos. O projeto que obriga o app a encontrar um novo dono está atrelado ao pacote de ajuda financeira aos confrontos militares na Ucrânia e Israel que foi aprovado neste sábado (20) pelo Congresso dos EUA. 

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/Lead-Magnet-Dkp-1.png

Se a lei for sancionada como saiu da Câmara, o TikTok terá cerca de seis meses (270 dias) para encontrar um novo dono para a sua operação americana. Hoje, o app é da chinesa ByteDance, acusada pela Casa Branca de roubar os dados dos usuários americanos e repassá-los para o governo chinês. 

Como a pauta do financiamento aos países é urgente, a expectativa é de uma tramitação mais rápida — o projeto destina US$ 61 bilhões para a o país leste europeu e US$ 26 bi para Israel. A iniciativa partiu dos congressistas Republicanos, com a justificativa de que é necessário aprovar rapidamente a proteção dos dados dos cidadãos americanos. 

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240.jpg

Como os EUA banirão o TikTok?

Na versão atual do projeto, a Casa Branca pode optar por estender o prazo por mais 90 dias, se necessário, para a conclusão da operação de venda. O pacote de ajuda financeira para financiar operações militares na Ucrânia e em Israel, com a cláusula que acelera o eventual banimento do aplicativo do país, ainda precisa passar pelo Senado,

Segundo a CNN Internacional, a expectativa dos analistas políticos é que a tramitação na casa seja rápida. O presidente Joe Biden já havia se mostrado favorável à regulamentação do TikTok no país. 

Em defesa da sua operação, a conta oficial do TikTok no X, antigo Twitter, afirmou que a aprovação da lei seria responsável por encerrar uma plataforma que contribuí com US$ 24 bilhões para a economia americana e prejudicaria mais de 7 milhões de empresas. 

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240-2.png

Jasmine Olga

Compartilhe sua opinião