AGENDA

Tesla (TSLA34) faz recall de 285 mil veículos na China por riscos em piloto automático

Tesla (TSLA34) faz recall de 285 mil veículos na China por riscos em piloto automático
Tesla. Foto: Nerijus jakimavičius, por Pixabay

A Tesla (TSLA34) está fazendo um recall de mais de 285 mil veículos na China — incluindo mais de 90% dos veículos feitos localmente vendidos pela montadora de carros elétricos de Elon Musk— por causa dos riscos de segurança associados ao seu sistema de controle de cruzeiro (piloto automático), disse a Administração Estatal de Regulação do Mercado do país. A informação é da Dow Jones Newswires.

O recall dos automóveis da Tesla veio após uma investigação sobre possíveis defeitos, que descobriu que o sistema de controle de cruzeiro poderia ser acidentalmente ativado e potencialmente resultar em um aumento inesperado de velocidade.

O regulador chinês disse que recebeu um pedido da fabricante norte-americana alguns dias antes para o recall, que afeta os veículos produzidos entre dezembro de 2019 e junho de 2021.

“Pedimos desculpas pela inconveniência causada por este recall a todos os proprietários de carros”, disse Tesla por meio de sua conta oficial de mídia social no Weibo, a plataforma chinesa semelhante ao Twitter. “A Tesla continuará a melhorar a segurança em estrita conformidade com os requisitos nacionais.”

Michael Burry aposta meio bi contra Tesla

A Scion Asset Management, gestora de Michael Burry — investidor famoso por ter previsto a crise do subprime em 2008 e virado personagem do longa vencedor do Oscar “A Grande Aposta” —, tinha no final de março uma posição vendida de US$ 534,411 milhões (cerca de R$ 2,8 bilhões) contra 800.100 ações da companhias norte-americana, segundo documento protocolado na U.S. Securities and Exchange Commission (SEC, órgão regulador do mercado de capitais americano).

O investidor montou uma operação semelhante àquela que lhe alavancou à fama depois da crise em 2008/2009. Na prática, com o short, ele está apostando contra a euforia ao redor da montadora de veículos elétricos de Elon Musk. E, se estiver certo, vai ganhar com a desvalorização das ações da Tesla.

(Com informações do Estadão Conteúdo)

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião