Tesla dispara na abertura após confirmação de entrada no S&P 500

Tesla dispara na abertura após confirmação de entrada no S&P 500
Elon Musk ultrapassa Bill Gates e se torna a 2ª pessoa mais rica do mundo

As ações da Tesla (NASDAQ: TSLA) dispararam após a abertura do pregão nesta terça-feira (17). Por volta das 11h47 do horário de Brasília, os papéis da empresa de Elon Musk subiam 12,35%, para US$ 458,50. Na última segunda-feira (16), a montadora recebeu a confirmação de que irá entrar no índice S&P 500, que contempla as maiores empresas dos Estados Unidos, no dia 21 de dezembro.

A informação foi revelada pela S&P global após o fechamento do último pregão. Logo no after-market, os papéis da Tesla chegaram a subir mais de 12% com a notícia.

A entrada da empresa de veículos elétricos no índice já era esperada desde o fim do segundo trimestre deste ano, quando a empresa completou quatro trimestres consecutivos de lucro, um dos requisitos para ser incluída no S&P 500.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

A informação anima dos investidores da companhia pois, uma vez que ela estiver dentro do índice da S&P, fundos mútos, ativos ou passivos, que comprarem os índices atrelados à mesma métrica que lista as maiores empresas dos Estados Unidos, indiretamente comprarão os papéis da Tesla.

A Tesla será a entrante no S&P 500 com o maior valor de mercado da história. Atualmente, o market cap da montadora é de US$ 429,52 bilhões, fazendo com que figure entre as 10 maiores empresas do país logo de cara e, consequentemente, tenha um peso maior no índice.

A expectativa dos investidores também é um por uma “ajuda” da companhia no S&P 500. O índice registra uma alta de 10% neste ano, enquanto os papéis da empresa subiram mais de 420% deste o primeiro pregão de 2020, também impulsionando a Nasdaq, que tem uma valorização de 30% neste ano.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

Com alta, Musk pode voltar a ser o 3º homem mais rico do mundo

A alta nas ações da Tesla pode fazer com que seu fundador, Elon Musk, volte a assumir a terceira posição no ranking dos homens mais ricos do planeta, já que ele mantém uma posição acionária relevante na empresa. Com um avanço de 12% nas ações, o patrimônio do empresário cresceria pouco mais de US$ 10 bilhões em equity em apenas um dia.

Atualmente, Musk está na quarta posição no ranking da Bloomberg, com um patrimônio de aproximadamente US$ 102 bilhões, logo atrás de Mark Zuckerberg, criador do Facebook, com uma fortura de US$ 106 bilhões. A posição entre eles pode ser alterada após o fechamento do mercado desta terça-feira.

A fortuna do CEO da SpaceX agora só fica atrás das riquezas de Jeff Bezos (US$ 184 bilhões), criador da Amazon, e Bill Gates (US$ 129 bilhões), que fundou a Microsoft.

Tesla lucra US$ 331 milhões no terceiro trimestre

A Tesla divulgou, no fim do mês passado, seus números referentes ao terceiro trimestre desse ano. A montadora de carros elétricos informou que lucro cerca de US$ 331 milhões, o equivalente a US$ 0,27 por ação, ante US$ 0,16 por ação registrados no terceiro trimestre do ano passado.

Contudo, ajustando o resultado para itens únicos, a Tesla ganhou cerca de US$ 0,76 por ação, contra US$ 0,37 por ação ganhos no mesmo período de 2019. A montadora ainda informou que suas vendas chegaram a US$ 8,77 bilhões, contra US$ 6,30 bilhões anotados no terceiro trimestre de 2019.

O resultado do trimestre encerrado em setembro superou as expectativas de Wall Street. De acordo com analistas ouvidos pela FactSet, o lucro ajustado esperado para a Tesla era de US$ 0,56 por ação, ao passo que projetavam vendas de US$ 8,28 bilhões.

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião