Telefônica Brasil (VIVT3) tem lucro de R$ 1,472 bilhão no 3T23, alta anual de 2,2%

A Telefônica Brasil (VIVT3) teve um lucro líquido de R$ 1,472 bilhão no terceiro trimestre de 2023 (3T23), cerca de 2,2% mais alto que o domesmo período do ano passado.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/Lead-Magnet-1420x240-2.png

Conforme reportado no balanço de resultados da Telefônica, esse lucro foi apoiado pelo avanço do Ebitda.

O Ebtida ajustado da Telefônica, que representa o lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização, foi de R$ 5,539 bilhões no terceiro trimestre de 2023, o que representa uma alta de 11,7% na comparação com igual etapa de 2022.

Em seu documento, a Telefônica diz que o aumento do seu Ebitda ocorreu em meio ao grande faturamento core, que registrou uma alta anual de 9,6%. Outro fator que favoreceu seu Ebtida foi o maior controle de gastos, que avançou 4,6%.

Enquanto isso, a margem Ebitda ajustada teve um aumento de 1,6 ponto percentual, chegando a 42,2% ao final do terceiro trimestre de 2023.

Apesar disso, o resultado financeiro líquido mostrou um prejuízo de R$ 570 milhões para a Telefônica, com acréscimo anual de R$ 532 milhões. Segundo a proprietária da Vivo, esse resultado se deu em meio a um faturamento com atualização monetária mais baixo na comparação anual.

Já a receita líquida da Telefônica cresceu 7,5% no 3T23 (quando comparado a 3T22), chegando a R$ 13,112 bilhões. Mas a receita líquida móvel aumentou 9,4%, atingindo R$ 9,279 bilhões.

Enquanto a receita líquida fixa apresentou uma alta de 3,1%, a receita de fibra ótica FTTH cresceu 15,1% no terceiro trimestre de 2023.

Os investimentos da Telefônica somaram R$ 2,626 bilhões no 3T23, que foram principalmente voltados para reforçar a sua rede móvel. Um dos destinos desses recursos foi para expandir a rede de fibra e para ativar o 5G em diversas cidades.

A dívida líquida da proprietária da Vivo é de R$ 12,748 bilhões, o que corresponde a um aumento de 5,8% em relação ao mesmo período de 2022.

Ações da Telefônica

As ações da Telefônica encerraram o pregão desta terça-feira (31) em alta de 0,31%, cotadas a R$ 45,24.

No mês de outubro, os papéis acumularam uma valorização de 4,95%. Considerando a cotação de fechamento de 2022, que fora de R$ 36,14, o desempenho da Telefônica em 2023 é positivo em 25,18%.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/Lead-Magnet-1420x240-1.png

João Vitor Jacintho

Compartilhe sua opinião

Receba atualizações diárias sobre o mercado diretamente no seu celular

WhatsApp Suno