Telefônica (VIVT4) fecha parceria com e Rakuten Mobile para redes 5G

Telefônica (VIVT4) fecha parceria com e Rakuten Mobile para redes 5G
A Telefônica Brasil (VIVT4) fechou um acordo com a Rakuten Mobile para um colaboração na área de 5G

A Telefônica Brasil (VIVT4) comunicou nesta quarta-feira (16) que fechou um acordo com a Rakuten Mobile, subsidiária da Rakuten, para uma parceria na área de redes abertas 5G.

lead suno imagem ilustrativa

Receba as principais notícias do mercado diariamente.

Receba Grátis conteúdo exclusivo sobre Poupança, Ações, Economia e muito mais!

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

lead suno background

A colaboração entre as duas empresas prevê o desenvolvimento de uma arquitetura de redes de acesso de rádio aberto, a chamada Open Radio Access Network (RAN), uma tecnologia de nuvem para as operações de redes. A Telefônica e a japonesa de telecomunicações vão realizar testes de laboratório e investigação, bem como avaliar o papel da inteligência artificial.

A Rakuten planeja lançar serviços de rede 5G no Japão ainda neste mês, afirmou o diretor de tecnologia da empresa, Tareq Amin. O anúncio, previsto para mais cedo neste ano, foi atrasado por conta da pandemia do novo coronavírus.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

A nova tecnologia promete cortar custos significativos para as operadoras de telecomunicações em vista da utilização de software em nuvem e de hardware comoditizado ao invés do uso de um equipamento de propriedade de companhias como Nokia, Ericsson e Huawei.

“Nós não estamos construindo uma ferramenta competitiva com a Open RAN. Nós estamos tentando construir um ecossistema”, afirmou o diretor de tecnologia e informação da Telefônica, Enrique Blanco, acrescentando que estão abertos para trabalhar com outros operadores.

Telefônica pretende lançar serviços em 2022

A companhia de origem espanhola vem implementando pilotos da Open RAN em países como a Alemanha, o Reino Unido, a própria Espanha e o Brasil. Nesse sentido, a empresa espera aumentar o número de instalações no ano seguinte e realizar lançamentos já em 2022.

A grupo planeja cortar os equipamentos da Huawei do núcleo sensível de sua rede 5G no intuito de não correr os riscos de desempenho e proteção de dados que acompanham a dependência de um único fornecedor. A Telefônica, contudo, já destacou em diversas ocasiões que não há evidências para as acusações de falta de segurança do presidente dos Estados Unidos Donald Trump sobre a gigante chinesa.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião