Donald Trump Donald Trump

Donald Trump

Perfil de Donald Trump
Idade 76
Nome Completo Donald John Trump
Nascimento 14/06/1946
Local de Nascimento Nova York, Estados Unidos
Filhos 5
Nacionalidade Norte-americano
Formação Economia
Ocupação Investidor
Fortuna US$ 2,4 bilhões (2022)
Estado Civil Casado
Site Oficial http://www.donaldjtrump.com/
Redes Sociais Facebook Twitter

Biografia de Donald Trump

Quem é Donald Trump?

Donald Trump foi o 45º presidente dos Estados Unidos, apresentador de televisão e empresário de sucesso no ramo de imóveis. Ao longo de sua vida, construiu hotéis, cassinos e torres de escritório, por exemplo. De acordo com informações da Forbes 2022, Trump tem um patrimônio pessoal de US$ 2,5 bilhões.

Figura popular na televisão dos Estados, Donald Trump conduziu e co-produziu o programa “The Apprentice”. Ele também é o proprietário do concurso de beleza Miss Estados Unidos.

Presidente eleito pelo Partido Republicano, Donald Trump venceu sua oponente na eleição de 2016, Hillary Clinton, em número de colégios eleitorais. Controverso, Trump já apareceu, antes de escolher ser político, como ele mesmo em filmes e séries.

Trajetória de Donald Trump

Donald Trump
Foto: Gage Skidmore

Nascido em Nova York em 1946, Donald John Trump se formou em economia pela Universidade da Pensilvânia. Ao se formar, ingressou na Elizabeth Trump & Son — empresa criada por seu pai, Frederick, empresário que fez fortuna no ramo da construção civil.

Coube a Donald organizar os negócios da família, criando a “Trump Organization”. Na década de 1970, associado ao grupo Hyatt, se envolveu na reforma do prédio de um hotel, que deu origem ao Grand Hyatt.

Em seguida, participou do investimento de outros empreendimentos hoteleiros. A Trump Tower, na Quinta Avenida, em Nova York, surgiu em 1983. Com 58 andares, o estabelecimento é a sede do escritório de Trump e onde reside com sua família.

Em 1984, comprou a companhia aérea Eastern Shuttle e também se envolveu com o mercado de cassinos. A Trump Entretainment Resort, que cuida de cassinos ao redor do mundo, surgiu em 1995.

Outros marcos de seus empreendimentos são os residenciais de alto padrão Worlld Trump Tower (com 72 andares) e Trump Palace. Ele também é dono de campos de golfe nos Estados Unidos e em outros países.

Trump e o entretenimento

Donald Trump já apareceu em diversas séries e filmes, como “Um Maluco no Pedaço”, “The Nanny” e “Esqueceram de Mim 2”, por exemplo. Mas a grande virada para o entretenimento veio em 2004, quando co-produziu e apresentou o programa “The Apreentice”.

Em determinado ponto, devido ao sucesso do reality show, que eternizou o bordão “você está demitido”, Donald Trump chegou a receber US$ 1 milhão por episódio. No Brasil, se chamou a versão nacional de “O Aprendiz” e conduzida tanto por Roberto Justus quanto pelo governador de São Paulo, João Dória.

O empresário também é dono dos direitos do principal concurso de Miss dos Estados Unidos. Em 2007, devido ao sucesso, recebeu uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood. Ele também é autor de livros de sucesso, como“A Arte da Negociação e Como Ficar Rico”.

Trump e a política

Donald Trump
Foto: White House

Donald Trump anunciou sua candidatura, pelo Partido Republicano, em 2015. Ele concorreu contra a democrata Hillary Clinton.

Embora venceu em número de delegados de colégios eleitorais, nas urnas, Clinton o derrotou com uma diferença de mais 2,8 milhões de votos. É a maior já registrada na história dos Estados Unidos.

O governo de Donald Trump é marcado por diversas polêmicas, como acusações de sexismo e a dura lei de imigração que impôs, além do início de uma guerra comercial com a China ao começar a taxar produtos vindos do país oriental.

Presidência de Donald Trump

Donald Trump venceu a eleição no ano de 2016 de forma surpreendente, já que as pesquisas eleitorais não estavam a seu favor. A campanha como candidato a presidência dos EUA, teve diversos escândalos e ataques pessoais, assim como uma curiosa interferência russa.

Além da muitas polêmicas, a presidência trouxe diversos episódios novos e marcantes para a biografia de Donald Trump. Em sua trajetória política, ele então trabalhou na diminuição de impostos para as empresas. Além disso, atuou na indicação de juízos que seguiam um caminho mais conservador nos cargos da Suprema Corte e em cortes federais.

Após assumir a presidência no começo de 2017, ele extinguiu vários acordos e políticas feitas por Barack Obama, até então o último ex-presidente dos EUA. O debate e o ambiente político passou a ser mais acalorado na gestão de Trump, incentivado, sobretudo, por suas declarações firmes e polêmicas.

Muitas das falas do ex-presidente eram consideradas preconceituosas, o que motivou uma rejeição ainda maior de grande parte de seus oponentes políticos. Além disso, um dos episódios mais contundentes de sua trajetória política foi a proposição da construção do muro que dividia EUA e México.

Nesse caso, Trump tinha uma atuação mais voltada para a anti-imigração. Posteriormente, acabou sendo derrotado na aprovação de sua ideia de colocar em prática a construção do muro. Apesar disso, o tempo se passou com Trump tendo melhores relações com os líderes de outros governos.

Mesmo com sua intenção de política voltada primeiramente para a América, ele passou a elogiar governantes de caráter autoritário, como os próprios Xi Jinping na China e Kim Jong-un da Coreia do Norte. Importante que uma das primeiras medidas de Trump na presidência incluía a quebra do acordo Transpacífico, em que se tinha uma aliança política e econômica desfavorável a China.

A eleição presidencial de 2020 nos EUA

Os indicadores e avanços econômicos da gestão do presidente Trump eram favoráveis a seu governo. A lei Dodd-Frank, que trazia regras mais duras aos bancos após a crise de 2008 foi parcialmente revertida em seu governo. Assim, órgãos como Otan, ONU, OMS, Unicef, e OMC acaram se distanciando dos EUA por conta da postura nacionalista de Biden.

Uma de suas políticas econômicas incluía impor tarifas maiores sobre países aliados. No entanto, a relação com a China acabou sendo a mais desgastada nesse sentido, já que Trump observava a potência oriental como a principal inimiga a se combater no âmbito comercial. Isso fez com que o ex-presidente endurecesse de forma enfática as tarifas com os chineses.

Mas a possibilidade de reeleição de Trump se enfraqueceu no momento de chegada da pandemia, com o crescimento do desemprego, contração do PIB. As medidas e declarações do ex-presidente no combate a covid-19 acabou deixando muitos eleitores insatisfeitos, recebendo críticas também de outros países.

Com isso, a vida de Donald Trump nas eleições de 2020 não se deu de forma fácil. O candidato Democrata Joe Biden acabou sendo eleito no dia 7 de novembro de 2020, se tornando o 46.º presidente dos Estados Unidos. Se anunciou então a vitória de Biden após projeções de institutos e da mídia apontarem a sua vitória na Pensilvânia.

Apesar de Biden ter vencido as eleições naquele momento, Trump não reconheceu a vitória de seu oponente, alegando fraude no processo eleitoral. O republicano reclamava a respeito do resultado em alguns estados importantes em que ele havia perdido, afirmando veementemente a existência de fraude, mesmo sem nenhuma prova concreta.

Sem nenhuma entidade reconhecendo os problemas eleitorais que Trump apontava, se confirmou Biden como novo presidente eleito dos EUA, com a vice-presidente Kamala Harris.

Pós-presidência de Donald Trump

Uma denúncia de um membro da inteligência norte-americana ocorreu no ano de 2019, em que Trump teria pressionado o presidente da Ucrânia na investigação do seu futuro adversário político, o candidato Joe Biden.

Assim, se teve a abertura de um processo de impeachment contra Donald Trump por obstrução do congresso e abuso de poder. Apesar disso, as acusações não tiveram êxito para derrubar Trump.

Após as eleições com Biden, o episódio de tensão na invasão do Capitólio, trouxe a acusação de que Trump seria “o comandante-chefe” da insurreição que ocorreu no dia 6 de janeiro de 2021, episódio que trouxe a morte de 5 pessoas.

No entanto, no segundo julgamento e tentativa de impeachment, o Senado dos EUA acabou absolvendo Donald Trump desta acusação de incitação à insurreição no episódio de ataque ao Capitólio.

O partido de Donald Trump, o Republicano, o absolveu no processo condenatório que levaria ao impeachment, embora alguns republicanos o apontassem como culpado no episódio da invasão.

Fora da presidência, Trump anunciou em 7 de janeiro de 2021 que iria lançar sua própria rede social, a “Truth Social”. A ideia viria como uma alternativa em meio às demais redes sociais conhecidas, visto que o ex-presidente ele considera Twitter e Facebook plataformas tendenciosas. O aplicativo da rede social seria criado por seu grupo de mídia, a TMTG.

O que achou da trajetória de Donald Trump? Deixe nos comentários o que mais chamou sua atenção.

Ler mais

Perfis Relacionados a Donald Trump

Zhang Yiming
Empreendedores Zhang Yiming
Kanye West
Bilionários Kanye West
Steve Wynn
Bilionários Steve Wynn
Jim Davis
Bilionários Jim Davis

Compartilhe sua opinião