Semana do Fiagro

Taurus (TASA4) lucra R$ 263 milhões em 2020, alta de 507%, com avanço nos EUA

Taurus (TASA4) lucra R$ 263 milhões em 2020, alta de 507%, com avanço nos EUA
Taurus (TASA4).

A Taurus (TASA4) registrou um lucro líquido de R$ 263,6 milhões em 2020, um avanço de 507,4% sobre o reportado em 2019. No quarto trimestre do ano passado, segundo o balanço divulgado na madrugada desta sexta-feira (19), o lucro foi de R$ 279,5 milhões, compensando as perdas do início do ano.

A receita operacional líquida somou R$ 1,77 bilhão no ano e R$ 560,3 milhões entre outubro e dezembro, crescimento de 77,4% e 105,8%, respectivamente. A Taurus produziu 1,6 milhão de armas no ano passado, resultado recorde.

“O crescimento da receita foi acompanhado de ganho de rentabilidade, a partir da firme gestão de custos e despesas, levando ao recorde também no lucro bruto, na margem bruta, no Ebitda e em sua margem”, diz a empresa.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) somou R$ 461,5 milhões no ano e R$ 156 milhões no quarto trimestre, crescimento de 260,5% e 1.081,8%, respectivamente. A margem Ebitda ajustada do ano ficou em 26,3%.

A companhia também destacou o enxugamento do endividamento. A dívida líquida caiu 10,4% no ano, saindo de R$ 865,7 milhões em 2019 para R$ 775,4 milhões em 2020. Com isso, a alavancagem financeira, medida pela relação entre dívida líquida e Ebitda, saiu de 11,2 vezes em 2018 para 1,7 vez no ano passado.

“Essa evolução se deve também, em grande parte, à visão estratégica do controlador em realizar uma operação de aumento de capital. Em 2020, foram capitalizados mais de R$ 40 milhões em exercícios dos bônus de subscrição”, pontua a administração da companhia.

Comentando os resultados do ano, a direção disse que a empresa”tem a maior margem bruta entre as empresas de armas que divulgam seus resultados. Nos preparamos para isso e temos, atualmente, o menor custo de produção”.

Um dos principais resultados do ano, destaca a empresa, é a melhora da estrutura de capital. A companhia “finalmente” atingiu um patrimônio líquido positivo, como diz a administração. O PL ficou R$ 42,3 milhões no azul, revertendo os resultados negativos dos últimos balanços.

Taurus prevê crescimento em 2021

Um dos destaques da companhia no trimestre também foi o avanço da operação nos Estados Unidos. A fábrica na Georgia, inaugurada no terceiro trimestre de 2019, superou as expectativas de produção, montando 138,3 mil armas no quarto trimestre, avanço de 157,1% na comparação anualizada.

“O mercado norte-americano cresceu muito em 2020 e mantém essa tendência. Considerando os dados de intenção de compras do National Instant Criminal Background Check System, as consultas realizadas para a compra de armas nos meses de janeiro e fevereiro de 2021 nos Estados Unidos somaram 3,4 milhões, um número histórico.”

A companhia citou uma pesquisa realizada em território estadunidense, que diz que 20 milhões de pessoas pretendem comprar sua primeira arma neste ano. “A Taurus é a primeira opção do consumidor que busca sua primeira arma de uso pessoal, em função da resistência, confiabilidade de funcionamento, custo x benefício e disponibilidade do produto.”

A Taurus é a 4ª mais vendida nos Estados Unidos, e está com mais de um ano de produção futura vendida. Existe back order de 2,3 milhões de armas, “o que nos permite aumentar em pelo menos 30% as vendas e o Ebitda em 2021 em relação ao resultado que apresentamos em 2020.”

Jader Lazarini

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO