Taesa (TAEE11) tem incremento milionário na receita; veja

A Taesa (TAEE11) recebeu da ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) uma nova autorização que pode dar um incremento na sua receita.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/Lead-Magnet-1420x240-2.png

Em suma, se trata de uma licença concedida à Taesa para colocar em operação três linhas de transmissão no Rio Grande do Sul.

A autorização da ONS foi comunicada ao mercado ainda no fim da terça-feira (30).

Segundo a Taesa, as instalações devem adicionar um aproximadamente R$ 28 milhões em receita anual permitida (RAP).

Um dos ativos adquiridos em um leilão de transmissão de meados de 2018, o Sant’Ana, possui RAP total de R$ 77,8 milhões para o ciclo 2022-2023.

Esse ativo teve início de operações no primeiro trimestre deste ano.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/07/Lead-Magnet-1420x240-1.png

Vale a pena comprar Taesa?

Atualmente a recomendação dos analistas da XP é neutra para os papéis TAEE11, com preço-alvo de R$ 37.

A avaliação foi de que os últimos resultados trimestrais da companhia foram em linha com as exepctativas.

“O aumento da margem EBITDA (+0,9 p.p. A/A) pode ser explicado pela correção monetária da RAP ciclo 2022-2023 (10,7% no IGP-M e 11,7% no IPCA) e pelo início das operações de Sant’Ana. Além dos resultados, a Taesa anunciou que seu Conselho de Administração elegeu o Sr. Rinaldo Pecchio Jr. como Novo CFO e Diretor de RI, que assumirá o cargo em 15 de maio de 2023″, diz a analista Maíra Maldonado.

O BB Investimentos, da mesma forma, mantém recomendação neutra para as ações da Taesa com preço-alvo de R$ 44,10.

“Os últimos trimestres já haviam sido impactados pelos inícios operacionais de alguns ativos e, neste trimestre, foi contabilizado o pagamento do bônus de outorga para a parte já operacional do lote 5 do último leilão de transmissão, Saíra, no valor de R$ 870 milhões desembolsados em janeiro. Com este pagamento, a companhia começou a receber RAP de R$ 120 milhões a partir de abril, que impactará o resultado do 2T23”, diz a casa.

“Houve também o impacto positivo de reversão parcial da Parcela Variável (PV) registrada no 4T22, referente à queda de algumas torres em dezembro por ato de vandalismo. Com isso, e com os reajustes anuais de RAP de julho de ~11%, a receita regulatória consolidada veio em R$ 598 milhões no 1T23, em alta de 13,7% em relação ao 1T22”, completa, sobre a Taesa.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop-1.jpg

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião

Receba atualizações diárias sobre o mercado diretamente no seu celular

WhatsApp Suno