Taesa (TAEE11) antecipa entrega de obra que conecta regiões Nordeste e Sudeste

Taesa (TAEE11) antecipa entrega de obra que conecta regiões Nordeste e Sudeste
Taesa (TAEE11) Foto: Matthew Henry-Unsplash

A Taesa (TAEE11) iniciou na quarta-feira (01) a operação comercial na linha de transmissão de 500 kV. O empreendimento interliga Minas Gerais à Bahia, passando pelas cidades de Pirapora, Janaúba e Bom Jesus da Lapa.

Houve antecipação de seis meses na entrega do empreendimento em relação ao previsto, informa a Taesa em fato relevante. Ao todo, o projeto Janaúba recebeu R$ 950 milhões em investimentos, o que significa uma eficiência de 18% em relação ao Capex estimado pela Aneel.

A construção da linha de transmissão adicionará uma Receita Anual Permitida (RAP) de R$ 213,6 milhões por ano à transmissora de energia elétrica. Por mês, o empreendimento significará uma receita de R$ 18 milhões à Taesa.

Segundo o diretor de Implantação da Taesa, Luis Alessandro Alves, o empreendimento ajudará a escoar a carga de energia do Nordeste para trazê-la ao submercado Sudeste/Centro-Oeste, principal centro de carga do País. “Passa a ser um corredor importante entre as renováveis do Nordeste e o centro de carga do Sudeste”, comentou.

O empreendimento tem 542 km de linhas e capacidade para transportar 1.600 megawatts (MW) de potência, energia suficiente para atender ao consumo de cinco milhões de pessoas.

Com outros cinco lotes em construção, a Taesa avalia a possibilidade de acelerar a implementação de sua carteira de projetos para contribuir com o escoamento de energia em meio à crise hídrica.

Oscilações da Taesa na bolsa de valores

Durante o mês de agosto, a Taesa passou por grandes oscilações na bolsa de valores, com dias de negociações extremos. Passando por altas de 4% nas ações TAEE11, seguidos por baixas da mesma magnitude.

Diante disso, a B3 (B3SA3) solicitou esclarecimentos à transmissora de energia elétrica sobre essas operações.

“Em resposta ao Ofício, a Taesa informa que não tem conhecimento de informações ou fatos relevantes ocorridos ou relacionados aos seus negócios que possam justificar as oscilações do número de negócios e quantidade negociada dos valores mobiliários referenciados”, respondeu a companhia.

Última cotação

Após as operações de quarta-feira (01), a cotação da Taesa fechou em alta de 0,53%, com as units TAEE11 valendo R$ 38,11. No mês de agosto, a transmissora acumulou uma desvalorização de 0,24% nesses papéis.

Já nos últimos 12 meses, as units da Taesa valorizaram 51,48%.

Monique Lima

Compartilhe sua opinião

Manual 10 passos essenciais para se tornar um investidor de sucesso. Baixe Grátis!

Baixar agora!