DIVIDENDOS

Taesa (TAEE11) cai mais de 3% no Ibovespa nesta quinta; entenda os motivos

Taesa (TAEE11) cai mais de 3% no Ibovespa nesta quinta; entenda os motivos
Taesa (TAEE11)

A ação da Taesa (TAEE11) cai forte no pregão dessa quinta-feira (26), junto com outras ações de companhias elétricas. O movimento da transmissora de energia elétrica acompanha a queda do Ibovespa hoje, que chegava a 0,75% às 12h15, aos 119.927 pontos.

A ação da Taesa (TAEE11) bateu uma perda de 3,08% no mesmo horário, com os papéis valendo R$ 38,45. Em vista do baixo desempenho, a Taesa está entre as maiores baixas do Ibovespa hoje.

A cotação da Taesa está particularmente pressionada nesta quinta após o JPMorgan rebaixar a recomendação para a transmissora a underweight, ou seja, abaixo da performande. Além de cortar preço- alvo dos papéis TAEE11.

Outras companhias elétricas que acompanham a queda da Taesa são CPFL (CPFE3), caindo 0,45% e Equatorial (EQTL3), com desvalorização de 0,70%.

Com a piora da crise hídrica, as empresas elétricas estão mais pressionadas. Em reportagem do Globo, que apresenta uma espécie de raio-X da situação do setor elétrico em decorrência da crise hídrica, o texto afirma que o risco de apagão é uma possibilidade. “Esse risco de apagão é a porta de entrada para o racionamento“, afirma Roberto D´Araújo, diretor do Instituo Ilumina na matéria.

Nos últimos dias, o governo começou uma campanha, oferecendo prêmio às indústrias que reduzirem seu consumo de eletricidade. Além disso, o Ministério de Minas e Energia (MME) cogita o racionamento em órgãos públicos.

Além disso, o analista de Research da Ativa Investimentos, Ilan Arbetman, destaca que o adiamento da venda da participação da Cemig (CMIG4) na transmissora também é prejudicial. Devido a instabilidade no setor pela crise hídrica, não há qualquer perspectiva para quando a venda poderá ocorrer.

Ação da Taesa e desempenho do setor elétrico

Às 12:10, o setor elétrico caía 1,13% na bolsa de valores. Veja o desempenho das ações:

Ações da Taesa caem nesta quinta, com crise hídrica.
Foto: Reprodução TradeMap

Embora a crise hídrica coloque a Taesa sob pressão nesse momento, nos últimos 12 meses, a Transmissora de Energia Elétrica acumula valorização de 53,11%.

Monique Lima

Compartilhe sua opinião

Receba os destaques que irão movimentar o cenário econômico antes da abertura do mercado.

Inscreva-se