AGENDA

Após sumir com até R$ 120 mi de clientes, dono da JJ Invest é condenado a 3 anos, diz jornal

Após sumir com até R$ 120 mi de clientes, dono da JJ Invest é condenado a 3 anos, diz jornal
Dinheiro. Foto: Pixabay

O dono da JJ Invest, Jonas Jaimovick, foi condenado na última quinta-feira (15) pela Justiça Federal do Rio de Janeiro a três anos de prisão após ter aplicado golpe financeiro em milhares de investidores, conforme informou o Valor Econômico.

Todavia, o juiz Ian Legay Vermelho, da 2ª Vara Federal Criminal, determinou a substituição da pena pelo pagamento de 15 salários mínimos a instituições beneficentes e prestação de serviço comunitário. Assim, o dono da JJ Invest será solto e recorrerá em liberdade.

Jaimovick ficou foragido por cerca de dois anos após o “O Globo” ter publicado reportagens que revelavam que a gestora estava sendo investigada pela Polícia Federal e pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Vídeo Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

De acordo com o Valor Econômico, Rosane Garcia, advogada do empresário, afirmou que ele possivelmente seria solto ontem. Jaimovick estava preso em Bangu 8.

Condenado por operar entidade financeira clandestina e de ter emitido valor mobiliário falsos e sem autorização, o empresário poderia pegar uma pena de até 12 anos de prisão, no entanto, a Justiça levou em conta atenuantes, tal como o fato de que Jaimovick confessou o crime.

Apesar do empresário ter sido solto, ele ainda segue sendo investigado em outro inquéritos da Polícia Federal.

As investigações são de crimes como gestão fraudulenta de instituição financeira, apropriação de valores pertencentes à instituição financeira e fraude contra investidores. Desta forma, essas investigações podem resultar em novos processos e condenações à Jaimovick.

O empresário ainda responde a 216 processos cíveis, realizados por clientes que foram prejudicados pelo esquema do dono da gestora.

Apesar da Justiça não saber ao certo os valores, a estimativa é de que a gestora clandestina tenha sumido com R$ 170 milhões de pelo menos três mil credores. Ao passo que o dono da JJ Invest acredita que tenha causado um prejuízo entre R$ 70 milhões e R$ 120 milhões.

Rafaela La Regina

Compartilhe sua opinião