Rodadas da semana: as 4 startups da América Latina que captaram investimentos

Rodadas da semana: as 4 startups da América Latina que captaram investimentos
Startups brasileiras concentram 45% do aporte latino-americano em janeiro e captam US$ 591 mi. Foto: Pexels

Bem-vindo às rodadas da semana. Nos últimos sete dias, os investimentos em venture capital se diversificaram em termos de setores, desde agtech, gastrotech e dark stores, além das fintech, que continuam sendo as favoritas do VC.

Parece que este 2022 pode superar o número recorde de investimentos em capital de risco de 2021 na América Latina, que ficou em US$ 15 bilhões, segundo dados da Associação para Investimentos de Capital Privado na América Latina (LAVCA). Enquanto isso, abaixo estão as rodadas da semana que foram espalhadas pela região.

Grupo Central

A startup chilena Grupo Central, pioneira em seu país no desenvolvimento do modelo dark kitchens e dark stores, fechou uma rodada de sementes por US$ 3 milhões. A rodada foi liderada pelo banco de investimento Moonvalley Capital, juntamente com o fundo de investimento alemão Global Founders Capital (GFC) e Opera Ventures.

O Grupo Central coloca suas cozinhas e dark stores próximas a centros urbanos de logística, armazenagem e distribuição para e-commerce, com a promessa de entrega em 30 minutos. Entre seus planos de crescimento está a expansão internacional para Peru e Brasil.

Leaf

A startup Leaf Agriculture, com sede em Los Angeles, mas operação no Brasil, fornece infraestrutura de dados para empresas do agro. A empresa anunciou que levantou US$ 5 milhões em uma rodada liderada pela S2G Ventures. A startup planeja aumentar suas vendas, operações, sucesso do cliente e equipes de desenvolvimento globalmente, adicionar suporte para novos tipos de dados e lançar novos serviços.

A Leaf Agriculture oferece uma API de dados unificados que permite que qualquer pessoa envie e receba dados autorizados pelo usuário entre plataformas de maneira padronizada, eliminando a necessidade de criar e manter várias integrações.

Parra Pagamentos

A Parra Payments a primeira gastrotech argentina, criada em 2019. Esta semana encerrou uma rodada de investimento semente, liderada pelo Grupo Bonanza, Langley Terrapin Partners LLC e Eastern Point Trust como investidores e consultores, por um total de US$ 500.000, o que permitirá a startup continuará com seu desenvolvimento e expandir para o Paraguai este ano.

A Parra Payments trabalha para melhorar a experiência do cliente na área gastronômica por meio de uma solução que permite aos estabelecimentos digitalizar os cardápios para que seus clientes possam visualizá-los por meio de um QR Code, além de fazer pedidos no salão, take-away ou entrega no mesmo local.

Finkargo

A Finkargo, fintech dedicada a fornecer financiamento para PMEs importadoras, anunciou a captação de sua rodada Seed por US$ 7,5 milhões. A startup liderada por Santiago Molina, Tomás Shuk e Andrés Ferrer foi fundada na Colômbia.

A Finkargo busca quebrar a falta de acesso ao financiamento para pequenas e médias empresas e assim se tornar um catalisador para o desenvolvimento econômico na América Latina por meio da articulação com os mercados globais. A nova rodada permite à empresa aumentar sua equipe e iniciar suas operações no México durante o mês de abril.

Bloomberg Línea

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO