S&P 500 tem leve queda de 0,03% com desânimo dos mercados

S&P 500 tem leve queda de 0,03% com desânimo dos mercados
Bolsa de Valores de Nova York (Foto: Reprodução)

Com exceção das bolsas asiáticas, os mercados internacionais levaram a sério a desaceleração do dia anterior e repetiram a dose, com o S&P 500 voltando a fechar mais baixo.

Nos Estados Unidos, o presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, anunciou nesta quarta-feira (10), que há “riscos de baixa” para a economia do país. O chairman do BC norte-americano declarou ainda que não é possível garantir quando haverá a chamada “imunidade de rebanho” para a covid-19, possibilitando uma reabertura total da economia.

 

Segundo informações do Yahoo Finance, as companhias que reportaram seus resultados ontem, como a Lyft e o Twiiter, majoritariamente superaram as expectativas do analistas, estendendo ainda mais o rol de empresas que trouxeram surpresas positivas ao mercado.

Bolsas americanas

Com isso, o S&P 500 e o Nasdaq terminaram em queda hoje, enquanto o Dow subiu levemente.

  • Nova York (S&P 500): -0,03% – 3.909,88
  • Nova York (Dow Jones Industrial): +0,20% – 31.437,80
  • Nova York (Nasdaq Composite): -0,25% – 13.972,53

As bolsas americanas não deram muita atenção à fala do presidente do Fed, Jerome Powell. O economista garantiu taxas de juros baixas por algum tempo para estimular o crescimento da economia e do emprego.

Bolsas europeias

De olho nos movimentos em Wall Street, os índices acionários da Europa acompanharam a sessão mais fraca e fecharam em baixa.

  • Europa (STOXX Europe 600): -0,25% – 409,40
  • Londres (FTSE 100): -0,11% – 6.524,36
  • Frankfurt (DAX 30): +0,56% – 13.932,97
  • Paris (CAC 40): -0,36% – 5.670,80
  • Milão (FTSE MIB): -0,15% – 23.264,68
  • Madri (IBEX 35): -0,44% – 8.065,40
  • Lisboa (PSI-20): -0,37% – 4.821,97

As bolsas europeias refletiram a expectativa da aprovação do pacote de estímulos nos Estados Unidos, a temporada de balanços e os indicadores econômicos regionais.

Bolsas da Ásia

Por fim, as esperanças de novos estímulos do outro lado do Pacífico fizeram os preços de ações que compõe os índices asiáticos subirem.

  • Hong Kong (Hang Seng): +1,91% – 30.038,72
  • Xangai (SSE Composite): +1,43% – 3.655,09
  • Tóquio (Nikkei 225): +0,19% – 29.562,93
  • Seul (Kospi): +0,52% – 3.100,58

Ao contrário do S&P 500, as principais bolsas asiáticas encerram mais altas antes de feriados regionais.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO