S&P 500 avança para novo recorde com expectativa de novos estímulos

S&P 500 avança para novo recorde com expectativa de novos estímulos
O mercado fechou no azul hoje

O S&P 500 e os principais índices acionários das bolsas mundiais fecharam o primeiro dia da semana em alta em meio a esperanças de uma recuperação global mais acelerada e da aprovação de estímulos fiscais nos Estados Unidos.

Parabéns! Cadastro feito com sucesso.

Ops! Algo deu errado. Tente novamente.

Enquanto os jornais estampavam dados econômicos de emprego mais fracos nos Estados Unidos na semana passada, as bolsas mundiais subiram entendo que as métricas reforçavam ainda mais a necessidade de novos estímulos no país. O otimismo ajudou a impulsionar a melhor semana do S&P 500 desde novembro e continuou a amparar os mercados hoje.

Ainda na semana passada, o Congresso norte-americano aprovou uma resolução permitindo que a aprovação do pacote de US$ 1,9 trilhão do presidente Joe Biden passe somente com a maioria simples no Senado, controlado pelo partido Democrata.

Além disso, a  secretária do Tesouro Janet Yellen disse à rede de televisão americana CBS no domingo que o país poderia retornar a patamares de pleno emprego em 2022 se medidas de alívio fosse aprovadas.

Nesta sessão, o Bitcoin (BTC) também atingiu sua máxima recorde após a Tesla (TSLA34) anunciar uma compra de US$ 1,5 bilhão (cerca de R$ 8,08 bilhões) e dizer que pretende passar a aceitar a criptomoeda como forma de pagamento.

S&P 500 renova recorde

Wall Street hoje voltou a bater novas máximas históricas com os investidores na expectativa de novos estímulos e de olho no ritmo de vacinação.

  • Nova York (S&P 500): +0,74% – 3.915,59
  • Nova York (Dow Jones Industrial): +0,76% – 31.385,76
  • Nova York (Nasdaq Composite): +0,95% – 13.987,64

Os mercados também estiveram atentos a divulgação de lucros das principais empresas estadunidenses. Das 295 empresas do S&P 500 que reportaram resultados do quarto trimestre do ano passado, 81% superaram as expectativcas de analistas de Wall Street, segundo a FactSet.

Bolsas europeias fecham em alta

Da mesma forma que seus pares norte-americanos, os índices acionários da Europa encerram em alta impulsionados pela esperança de aprovação do pacote de Joe Biden.

  • Londres (FTSE 100): +0,53% – 6.523,53
  • Frankfurt (DAX 30): +0,02% – 14.059,91
  • Paris (CAC 40): +0,47% – 5.686,03
  • Milão (FTSE MIB): +1,48% – 23.425,92
  • Madri (IBEX 35): +0,05% – 8.219,00
  • Lisboa (PSI-20): +0,27% – 4.854,49

Em Milão, os investidores continuam a levantar os preços das ações de olho na formação de um governo pelo ex-presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi.

Bolsas da Ásia sobem

No mesmo sentido, os índices acionários da Ásia fecharam mais altos nesta sessão, com a exceção ficando com a Bolsa de Seul.

  • Hong Kong (Hang Seng): +0,11% – 29.319,47
  • Xangai (SSE Composite): +1,03% – 3.532,45
  • Tóquio (Nikkei 225): +2,12% – 29.388,50
  • Seul (Kospi): -0,94% – 3.091,24

Na contramão do S&P 500, os mercados sul-coreanos caíram hoje depois da Hyundai e da Kia negarem que estavam em negociações com a Apple (AAPL34) para desenvolver carros autônomos.

Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO