SoftBank planeja acabar a parceria com a Wirecard

SoftBank planeja acabar a parceria com a Wirecard
SoftBank planeja acabar a parceria com a Wirecard

O conglomerado japonês SoftBank planeja cancelar uma pareceria de cinco anos com a fintech alemã Wirecard.  A informação foi divulgada nesta quarta-feira (1) por pessoas familiarizadas com o assunto.

O SoftBank está procurando se distanciar da Wirecard, depois que o banco japonês de tecnologia ajudou a organizar um investimento de US$ 1 bilhão (cerca de R$ 5,3 bilhões) antes da empresa alemã falir.

Agora, a SoftBank está tentando encerrar uma parceria com duração de cinco anos que seu braço de investimentos formou com a Wirecard em abril de 2019. O acordo de parceria exigia que a instituição japonesa apresentasse a fintech alemã como um provedor de pagamentos digitais para outras empresas no amplo portfólio de empresas de tecnologia da SoftBank.

Suno One: acesse gratuitamente eBooks, Minicursos, Artigos e Video Aulas sobre investimentos com um único cadastro. Clique para saber mais!

A parceria foi firmada ao mesmo tempo em que um veículo de investimento administrado pela SoftBank concordou em investir US$ 1 bilhão na Wirecard por meio de debêntures conversíveis. Foi um acordo incomum no qual a SoftBank acabou não investindo seu próprio capital.

O titulo de dívida e a parceria com a SoftBank foram vistos como um “tiro no pé” para a Wirecard, já que o anúncio veio à tona no momento em que terminou a ordem do governo alemão que proibia que investidores “entrassem vendidos” nas ações da Wirecard.

O primeiro fruto da parceria ocorreu em julho de 2019, quando a Wirecard afirmou ter feito um acordo com o AUTO1 Group, uma plataforma européia de compra e venda de automóveis, na qual a SoftBank já havia investido.

Wirecard apresentou pedido de insolvência após fraude contábil

A fintech alemã informou que apresentará às autoridades do país um pedido de insolvência, após revelar a inexistência de US$ 2 bilhões (cerca de R$ 10,7 bilhões) em seu balanço, que dizia ter lucrado ao longo de mais de uma década.

Saiba mais: Wirecard apresenta pedido de insolvência após fraude contábil

A Wirecard faz parte do mais recente caso de fraude contábil na Europa. Até a última quinta-feira (18), ela fazia parte do DAX 30, principal índice acionário da Alemanha que reúne as maiores empresas do país.

Daniel Guimarães

Compartilhe sua opinião