SoftBank anuncia fundo de US$ 5 bilhões para startups da América Latina

SoftBank anuncia fundo de US$ 5 bilhões para startups da América Latina
Softbank

O SoftBank, corporação multinacional japonesa de telecomunicações, anunciou nesta quinta-feira (7) o lançamento de um fundo de US$ 5 bilhões, com foco em investimentos em startups do setor de tecnologia na América Latina. A região apresenta um crescimento no fluxo de recursos de capital de risco.

Via comunicado, a companhia informou que destinou US$ 2 bilhões ao SoftBank Innovation Fund. Tal fundo enfocará companhias que se encontram nos estágios intermediário e final de seu desenvolvimento na região.

Ainda de acordo com o comunicado, o fundo trabalhará em conjunto com o Vision Fund, apoiado pela Arábia Saudita. Assim, o Vision Fund deve aportar US$ 3 bilhões.

O tamanho do fundo não possui precedentes, e equivale a quase o total do investimento de capital de risco realizado na América Latina no segmento, entre 2017 e 2018. O mercado de startups voltadas à tecnologia dobrou em cinco anos.

Saiba mais – Retrospectiva 2018: um ano intenso para as fintechs

Saiba mais – A ascensão das fintechs continuará em 2019? 

Conforme o diretor operacional do SoftBank, Marcelo Claure, ao “Wall Street Journal”, a América Latina possui poucos competidores e as empresas registram valor de mercado baixo.

De acordo com o executivo, o fundo terá escritórios em:

  • São Paulo;
  • Cidade do México;
  • Buenos Aires;
  • e Bogotá.

Ao longo de cinco anos, o fundo deve investir os US$ 5 bilhões e concentrar os aportes em empresas das áreas de:

  • comércio eletrônico;
  • serviços financeiros;
  • saúde;
  • e mobilidade.

O SoftBank já possui histórico de investimento em empresas latino-americanos. Centenas de milhões de dólares já foram aportados, inclusive em startups brasileiras, como o serviço de entregas Loggi e o aplicativo 99.

Saiba mais – SoftBank perde US$ 9 bilhões em valor de mercado 

Vision Fund

O fundador do SoftBank, Masayoshi Son está à frente do Vision Fund, o maior fundo de private equity de tecnologia do mundo, com US$ 100 bilhões. O fundo é voltado para a aceleração da colaboração entre homem e máquina.

Entretanto, metade do investimento do Vision Fund tem como fonte o príncipe da Arábia Saudita Mohammed bin Salman.

O príncipe foi acusado internacionalmente de mandar assassinar o jornalista saudita Jamal Khashoggi. Assim, juntamente com a Uber, a Alibaba e outras empresas nas quais o herdeiro saudita investe, o SoftBank tornou-se alvo da atenção mundial.

Amanda Gushiken

Compartilhe sua opinião