Shopper: com aporte de R$ 170 milhões, startup quer chegar ao Rio de Janeiro em 2022

A Shopper, startup de entregas programadas de supermercado, recebeu um aporte de série C de R$ 170 milhões, liderado pelo GIC, fundo soberano de Cingapura. A rodada de investimentos aconteceu apenas seis meses depois de uma outra rodada de série B, em que a empresa captou R$ 120 milhões.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/04/1420x240-Banner-Home-1.png

Ao todo, a Shopper arrecadou R$ 290 milhões em investimentos neste ano. Além do fundo GIC, esta última rodada também teve aportes de outros investidores, como Quartz, Minerva Foods, o family office Oikos e o fundo nova-iorquino Floating Point.

“Em 2021 captamos mais de 30 vezes o que captamos nos primeiros 5 anos de Shopper. Isso mostra que estamos no caminho certo, além de demonstrar a consolidação do nosso modelo de negócios ”, diz Fábio Rodas, CEO da Shopper.

A Shopper é um supermercado 100% online, que trabalha com um modelo de compras programadas, dentro da cidade de São Paulo. O cliente cria uma lista de compras e o sistema pré-programa as entregas para essa lista, pode ser 1 vez por mês, a cada duas semanas ou semanalmente.

Destino dos recursos captados pela Shopper

Com o caixa R$ 290 milhões mais cheio, o objetivo da Shopper é trabalhar em potenciais aquisições, contratações e investimentos em marketing. Além disso, a startup vai impulsionar sua expansão para mais cidades de São Paulo (atualmente está presente em 75 municípios) e pretende chegar no Rio de Janeiro em 2022.

Para o próximo ano, a startup que tem mais de 500 mil pessoas cadastradas na plataforma calcula que esse número deve aumentar para 1 milhão até outubro. Também está na projeção da empresa triplicar o número de funcionários, que atualmente é de 1.000 profissionais.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2021/07/fb1eb102-topo-2.png

“Desde 2015 conseguimos transformar uma das indústrias mais tradicionais, que é a de supermercados. É um dos setores mais complexos e desafiadores para promover rupturas reais, com certeza. Mas com pensamento de longo prazo e consistência, acreditamos que é possível ”, diz Bruna Vaz, cofundadora da Shopper.

Para 2022, a empresa também prevê abrir mais três centros de armazenamento: um em Ribeirão Preto, para atender o interior de São Paulo, e os outros dois em locais ainda não foram definidos. Atualmente, a Shopper possui uma área de 15 mil m2, com dois espaços em Osasco e um na Barra Funda.

Em junho deste ano, a startup ampliou o portfólio lançando compras semanais focadas em produtos perecíveis, como frutas, verduras, legumes e produtos refrigerados. Essa também deve ser uma das frentes a serem trabalhadas.

“Agora vamos poder acelerar ainda mais, encantar mais clientes e levar nosso serviço para a casa de mais famílias brasileiras”, diz o CEO da Shopper.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Controle-de-Investimentos.png

Monique Lima

Compartilhe sua opinião