Quais são os setores mais promissores para investir em 2023?

Já estamos chegando ao final do primeiro mês de 2023 e muitos investidores ainda têm dúvidas sobre como o mercado financeiro deve se comportar no restante do ano. É importante lembrar que o mercado, na totalidade, sempre possui riscos e não é somente neste ano que os investimentos estarão invulneráveis. Confira a seguir quais são as recomendações de setores para investir em 2023!

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/Lead-Magnet-Dkp-1.png

Na visão de Leonardo Santamaria, analista de investimentos da Suno Research, o grande valor das ações está no longo prazo. Isso quer dizer que, independente dos riscos no curto ou médio prazo, é importante, ao analisar ações e setores para investir em 2023, se atentar ao ativo escolhido: o negócio dessa empresa possui crescimento? Está vulnerável a indicadores econômicos como a inflação e a taxa de juros?

Naturalmente, empresas de varejo são opções de investimento mais arriscadas em épocas de juros altos, pois o momento afeta diretamente o poder de compra do consumidor e a operação das empresas. E o setor, como se sabe, viveu um abalo considerável com a crise e o pedido de recuperação judicial da Americanas (AMER3).

Carlos Pessoa, sócio fundador e CEO da Vêneto Asset Management, afirma que o valuation atual da Bolsa brasileira, a B3, está muito descontado. “O investidor de longo prazo tem uma oportunidade grande na mesa”, observa.

“A bolsa está em um patamar descontado, em razão da transição que vem ocorrendo da renda variável para a renda fixa nos últimos anos com o aumento de taxas básicas de juros em todo o mundo”, explicam os analistas da Terra Investimentos, Régis Chinchila e Luis Novaes.

Agora que sabemos que a Bolsa é um investimento interessante para ser feito em 2023, quais são melhores setores para investir em 2023?

Ao Suno Notícias, os analistas acima informaram quais são as oportunidades no mercado para ficar de olho neste ano:

Setores para investir em 2023

  • Bancário;
  • Agronegócio;
  • Petróleo;
  • Elétrico.

Bancário

Em um cenário com altas taxas de juros e poder de compra restrito, os bancos tem muito a ganhar. Este é um dos setores para investir em 2023 que possui qualidade e vantagens no âmbito econômico.

“O setor é resiliente, tem uma boa margem e consegue atravessar as adversidades. Tanto os bancos como as seguradoras acabam performando muito bem em um ano desafiador como 2023”, diz José Daronco, analista de CNPI da Suno Research.

O ponto de atenção neste setor é a inadimplência, a taxa que determina os clientes que não pagaram uma conta ou dívida na determinada instituição financeira, que também pode aumentar em cenários de crise econômica.

“É preciso ficar atento à inadimplência de algumas de alguns bancos. Mas [os bancos] se favorecem nesse cenário de juros mais altos”, alerta Carlos Pessoa, que tem preferência por BTG Pactual (BPAC11) e Itaú (ITUB4), ambos com investimentos no agronegócio. “O BTG está rodando é 10 vezes lucro e crescendo todas as suas linhas.”

A Suno Research aposta a recomendação no Banco do Brasil (BBAS3).

Agronegócio

Na opinião de José Daronco, analista de CNPI da Suno Research, o agronegócio é um setor que o investidor não pode ter fora da carteira. No Brasil, este segmento representou 26,6% no PIB em 2020.

“No Brasil, o agro é uma potência. Com um dos menores custos de produção do mundo e os maiores produtores de soja, milho e café”, salienta José.

O analista explica que o agronegócio não é tão sensível às altas taxas de juros, mas que ainda é afetado, pois, quanto menores as taxas de juros, menores são os incentivos do governo ao Plano Safra, para financiar principalmente o produtor rural pequeno.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240.jpg

Petróleo

As empresas de commodities que lidam com mercadorias homogêneas, intercambiáveis e comumente usadas como insumo de outros produtos são a recomendação do CEO da Vêneto Asset Management.

“Elas são atemporais: se você acha um bom preço e uma empresa com qualidade. Então não tem tempo para comprar esse tipo de empresa”, ressalta Carlos Pessoa.

“Apesar de incerta, a retomada econômica da China pode gerar uma grande demanda por petróleo, impulsionando os preços em mercado internacional”, dizem os analistas da Terra. Para ambos, a 3R e a PetroRio (PRIO3) devem se beneficiar desta tendência.

“Apesar de incerta, a retomada econômica da China pode gerar uma grande demanda por petróleo, impulsionando os preços em mercado internacional”, dizem os analistas da Terra. Para ambos, a 3R e a PetroRio (PRIO3) devem se beneficiar desta tendência.

Carlos Pessoa observa que a China pode reabrir o mercado durante o ano e aposta no preço do petróleo mais para cima com a demanda mais quente. A preferida no setor para o especialista é a 3R Petroleum (RRRP3), que está descontada na visão do especialista.

“Existem em vários campos entrando em operação e a gente entende que o mercado não coloca na conta”, destaca.

Elétrico

Entre os setores para investir em 2023, o elétrico é um dos mais certeiros e resilientes.

Ele é representado por todas as empresas que operam com geração, transmissão, distribuição e comercialização de energia elétrica. Este é um setor de utilities. Significa que ele é essencial para a população, mesmo diante de crises econômicas.

Por esse motivo, as empresas de energia elétrica possuem receitas e resultados mais previsíveis do que outras companhias. “ O setor elétrico é muito resiliente porque a receita costuma ser mais flexível e os contratos, reajustados pela inflação”, diz José Daronco, no vídeo da Suno Research.

Essas características resultam em empresas boas pagadoras de dividendos. A elevada demanda por energia e a mudança cada vez mais necessária na matriz energética do país fazem com que as companhias elétricas, de modo geral, ganhem em níveis de inovação e competitividade.

O reflexo são a expressiva geração de caixa das empresas e o fortalecimento dos lucros de seus acionistas.

As recomendações da Suno Research no setor são a Engie Brasil (EGIE3), bem como a Copel (CPLE6).

Outros setores para investir em 2023

Em momento de transição econômica e ciclo de desaceleração para uma possível expansão nos próximos anos, a Terra Investimentos observa com melhor potencial setores que tenham se mostrado resistentes à menor atividade econômica ao redor do mundo e que podem se beneficiar com a potencial retomada econômica da China, como o de petróleo.

Mas há outros dois setores em que os analistas veem oportunidade:

Papel e Celulose

Segundo Régis Chinchila e Luis Novaes, o setor de papel e celulose mostrou robustez nos últimos meses com a demanda externa.

“Ainda existem incertezas se essa demanda se manterá consistente durante este ano, mas os papéis estão descontados o suficiente para apresentar uma recuperação significativa com um cenário positivo”, refletem.

Os papéis descontados do setor incluem a Suzano (SUZB3) e a Klabin (KLBN11). A Suzano é uma das maiores companhias com estrutura para distribuição de papéis e produtos gráficos da América do Sul. Já a Klabin é a principal produtora e exportadora de papéis para embalagens do Brasil e líder na produção de embalagens de papel.

Bens de Capital

O setor de bens de capital é caracterizado como de produtos da indústria intermediária, usados para produzir outros bens ou serviços visando satisfazer a necessidade de consumidores e empresas.

“Apesar da menor atividade econômica no exterior, o que deveria impactar negativamente as exportações do setor, as empresas demonstram resiliência, e esse pode ser o triunfo dessas durante o ano”, destaca a Terra. Entre as empresas citadas está a Weg (WEGE3), uma das maiores fabricantes de equipamentos elétricos do planeta.

Esta matéria não é uma recomendação de setores para investir em 2023.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Ana Clara Macedo

Compartilhe sua opinião