Renda variável movimenta R$ 7,4 trilhões na B3 em 2022

O mercado de renda variável movimentou R$ 7,4 trilhões em 2022 na B3. Segundo informações divulgadas nesta quinta (5), os mercados a vista e a termo tiveram volumes menores do que os registrados em 2021. Enquanto isso, as negociações de opções conquistaram números superiores aos vistos nos três anos anteriores.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240-2.png

De acordo com o levantamento realizado pela B3, a negociação de opções em 2022 ficou em R$ 205,9 bilhões. O mercado a vista movimentou R$ 7,2 trilhões, e o mercado a termo foi responsável por R$ 42,1 bilhões.

Para Thiago Ferraz, superintendente de negociação da B3, esses dados mostram a força do mercado de renda variável no último ano.

Os números registrados ficaram acima dos anos de 2019 e 2020 e próximos do ano anterior, mesmo com 2021 tendo registrado 46 ofertas iniciais de ações, que movimentaram sozinhas R$ 65,6 bilhões. Em 2022, o mercado secundário esteve muito ativo, o que significa mais liquidez para o investidor.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Planilha-controle-de-gastos.png

Os meses de março e novembro de 2022 foram os que registraram maior movimentação nas ações, com R$ 711,9 bilhões e R$ 706,9 bilhões negociados, respectivamente. Enquanto isso, julho foi o mês de menor movimento, com R$ 455,1 bilhões em operações.

O número de negócios na B3 bateu recorde no ano passado, com 931,78 milhões. Isso representa um aumento de 0,6% em relação ao registrado em 2021. Quando comparado com 2020 e 2019, o crescimento foi de 10,4% e 136%, respectivamente.

O volume médio negociado por dia foi de R$ 29,8 bilhões e a média de negócios realizados por dia ficou em 3,97 milhões.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Renda variável: Entenda os termos

Segundo a B3, o mercado a vista é aquele que acontece em tempo real. O que determina o valor da ação ou outro ativo nesse mercado é a oferta e demanda. Quando mais pessoas querem comprar, o preço sobe. Quando mais pessoas querem vender, o preço cai. E a negociação realizada é liquidada em dois dias úteis.

Já o mercado a termo considera uma negociação numa data futura. O comprador e o vendedor combinam a negociação de um determinado ativo por um preço que geralmente é composto pelo valor a vista do produto mais uma taxa de juros combinada entre eles.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop-1.jpg

O mercado de opções segue a mesma lógica do mercado a termo, mas nele, você negocia o direito de comprar e vender um ativo por determinado preço, numa certa data.

A diferença é que, no mercado de opções, o comprador dessa renda variável pode decidir pela aquisição ou não do ativo na data combinada.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/1420x240-Controle-de-Investimentos.png

Erick Matheus Nery

Compartilhe sua opinião