RECR11: FII amplia oferta de novas cotas em 20% por forte demanda

RECR11: FII amplia oferta de novas cotas em 20% por forte demanda
A cota do RECR11 encerrou esta quarta-feira em queda de 0,10%, aos R$ 109,65.

A BRL Trust, administradora do Fundo de Investimento Imobiliário (FII) REC Recebíveis imobiliários (RECR11), informou na noite desta quarta-feira (17) que no âmbito da nona emissão de novas cotas do fundo, aprovou o aumento do número de novas cotas inicialmente ofertadas em 20%, ou seja, até 720 mil cotas, correspondentes a R$ 70.560.000,00.

De acordo com o fato relevante arquivado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), as novas cotas adicionais do RECR11 serão destinadas a atender um excesso de demanda constatado pelo Coordenador Líder da oferta e pelas demais instituições participantes da oferta durante o Período do Direito de Preferência e do Período do Direito de Subscrição das Sobras e Montante Adicional.

Contudo, a BRL Trust destacou que permanecem inalterados os demais termos e condições da Oferta previstos no fato relevante divulgado em meados de janeiro.

Há cerca de um mês, a BRL Trust informou que aprovou a realização da nona emissão de novas cotas do RECR11 com um valor total de R$ 352,8 milhões.

De acordo com a BRL Trust, o valor total da oferta correspondia a 3,8 milhões de novas cotas, “podendo tal quantidade ser diminuída em virtude da Distribuição Parcial, desde que observado o Valor Mínimo da Oferta, pelo valor unitário de R$ 98,00, definido com base no Valor de Mercado, contemplando um desconto de 6,40%”.

Além disso, a distribuição parcial das novas cotas ocorrerá respeitado o valor mínimo de R$ 10 milhões, correspondente a 102.040 novas cotas, “de forma que, caso sejam subscritas e integralizadas Novas Cotas em montante igual ou superior ao Valor Mínimo da Oferta, a Oferta poderá ser encerrada”.

Última cotação do RECR11

A cota do do Fundo de Investimento Imobiliário  REC Recebíveis Imobiliários, negociada na Bolsa de Valores de São Paulo sob o código ‘RECR11‘, encerrou a sessão desta quarta-feira apresentando queda de 0,10%, aos R$ 109,65. No ano, a cota do fundo reporta queda de 2,01%.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO