RBRP11 fecha compra da Torre Comercial do River One, em SP, com efeito de R$ 0,14/cota

RBRP11 fecha compra da Torre Comercial do River One, em SP, com efeito de R$ 0,14/cota
Região de Pinheiros, em São Paulo (Foto: Reprodução)

O Fundo de Investimento Imobiliário RBR Properties (RBRP11) fechou nesta terça-feira (8) aquisição de 100% da torre comercial do edifício River One, localizada na região de Pinheiros, em São Paulo.

Segundo fato relevante divulgado pela administradora do fundo, a BRL Trust DTVM, o RBRP11 vai desembolsar um montante de R$ 420 milhões, sendo que R$ 200 milhões fora pagos nesta data e os R$ 220 milhões restantes serão pagos em até 30 dias após efetuados os devidos registros. A concretização está prevista para 31 de maio do ano que vem.

A administradora do fundo informou que, depois do primeiro pagamento, a estimativa é de que o dividendo mensal do RBRP11 seja impactado positivamente em cerca de R$ 0,14 por cota. A expectativa não representa promessa ou garantia de rentabilidade ou isenção de riscos para os cotista, salientou a BRL.

Desde a data de assinatura do fechamento de compra e até 15 meses contados da celebração da escritura pública de compra e venda do imóvel, a vendedora vai garantir ao FII uma renda bruta equivalente a, no mínimo, 7,0% ao ano sobre os montantes desembolsados pelo fundo.

Após a conclusão de suas obras, a Torre Comercial do River One será um empreendimento com área BOMA (acrônimo para Building Owners and Managers Association, no inglês, que significa a soma das áreas do inquino e das áreas comuns) de 23.625,14 metros quadrados. A conclusão das obras está prevista para o segundo trimestre de 2021.

IFIX fecha em queda de 0,12%

O índice de Fundos Imobiliários da B3, o IFIX, fechou o pregão desta terça-feira em queda de 0,12%, a 2.780,00 pontos. A máxima no dia foi de 2.787,51 pontos, enquanto a mínima ficou em 2.778,00 pontos.

Com o resultado, o benchmark acumula uma queda de 0,84% em dezembro. No ano, o deslize é ainda maior, de 13,80%.

As cotas do RBRP11 negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo fecharam em alta de 0,15%, cotadas a R$ 93,25.

Tags
Arthur Guimarães

Compartilhe sua opinião