Radar: Vale (VALE3) pagará remuneração das debêntures participativas, Eneva (ENEV3) planeja compra de porto no RJ e Marfrig (MRFG3) define dividendos

Radar: Vale (VALE3) pagará remuneração das debêntures participativas, Eneva (ENEV3) planeja compra de porto no RJ e Marfrig (MRFG3) define dividendos
Vale (VALE3). Foto: Reprodução Facebook

A Vale (VALE3) anunciou pagará a remuneração das debêntures participativas no dia 30 de setembro, ou seja, na próxima quinta-feira.

O pagamento será de R$ 3,201633595 por debênture da Vale, totalizando R$ 1.244.023.727,47. Os debenturistas que receberão a remuneração são aqueles que tiverem os papéis ao final do pregão de 29 de setembro.

O montante está sujeito a incidência de imposto de renda na fonte, ao passo que a alíquota é relativa a situação individual de cada debenturista.

Segundo a mineradora, o valor total a ser pago corresponde a:

  • Prêmio sobre venda do produto minério de ferro, R$ 1.220.944.896,71; e
  • Prêmio sobre a venda do produto concentrado de cobre, R$ 23.078.830,76.

A liquidação financeira está marcada para o dia 1 de outubro.

Além da Vale, outras notícias que ficaram no radar nesta quinta-feira:

Embraer (EMBR3): subsidiária e empresa do Vale do Silício anunciam parceria em aviação agrícola autônoma e elétrica

  • A Pyka e a EmbraerX, subsidiária da Embraer (EMBR3), anunciaram uma parceria para acelerar o futuro da pulverização agrícola com uma aeronave autônoma.
  • A colaboração das duas empresas tem foco na tecnologia, certificação, operação e futura comercialização do Pelican, uma aeronave agrícola desenvolvida pela Pyka, com asa fixa, elétrica e autônoma.
  • As duas empresas esperam trabalhar juntas para acelerar a chegada da solução autônoma ao mercado de agricultura de precisão.
  • Com a parceria, elas devem buscar oportunidades de potencializar os serviços comerciais autônomos, enquanto a operação da Pelican se desenvolve no Brasil nos próximos anos.

Eneva (ENEV3) planeja compra do porto de Macaé e construção de térmicas no litoral do RJ, diz site

  • A Eneva (ENEV3)  negocia a compra do projeto do Terminal Portuário de Macaé (TEPOR), segundo reportagem do site do Brazil Journal.
  • O projeto permitirá que a empresa implemente seu plano de construir térmicas na costa do Rio de Janeiro, com investimento de mais de R$ 1 bilhão.
  • O site apurou que o plano está alinhado com a estratégia do CEO da Enerva, Pedro Zinner, de desenvolver um hub de gás, compostos de térmicas, infraestrutura associados e um terminal de regaseificação de gás natural liquefeito.
  • A região de Macaé é estratégica tanto para o acesso ao gás do pré-sal quanto para o gás importado.
  • O plano é que o porto da cidade (TEPOR) tenha um terminal de líquidos para o transporte de até 2 milhões de barris de petróleo por dia, com apoio offshore e dois berços de atracação para receber navios VLCC.

Gigante Kraft Heinz compra empresa brasileira de alimentos Hemmer

  • A Kraft Heinz, dona das marcas Heinz e Quero no Brasil, fechou acordo para adquirir a Hemmer, empresa brasileira que produz molhos, condimentos e conservas.
  • O valor da transação não foi divulgado.
  • A compra faz parte da estratégia da Kraft Heinz de aumentar sua presença em mercados emergentes
  • Além disso, a atuação da Hemmer no mercado nacional é considerada complementar à da sua compradora.
  • Com a venda dos negócios, a Hemmer deve se beneficiar da rede de distribuição e modelo de atendimento da Kraft Heinz no País, o que inclui o canal de fornecimento para bares e restaurantes.
  • A compra da Hemmer pela Kraft Heinz está sujeita à aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para conclusão do negócio.

Marfrig (MRFG3) define valor de dividendos a R$ 1,40 por ação

  • A Marfrig (MRFG3) definiu o valor de dividendos que será de R$ 1,40 por ação pagos em 28 de setembro deste ano.
  • Esse valor corresponde ao montante total de R$ 958,3 milhões com base nos lucros apurados no segundo trimestre.
  • Terão direito aos dividendos os acionistas que detinham as ações da Marfrig no dia 10 de setembro.
  • O pagamento será realizado pelo Banco Bradesco (BBDC4), sem a retenção do Imposto de Renda na fonte.
  • Já para os titulares de American Depositary Receipts (ADRs), o pagamento será realizado pelo Deutsche Bank, instituição depositária dos ADRs da companhia.

Hapvida (HAPV3) pagará R$ 45,72 milhões em JCP aos acionistas, em 22 de outubro

  • A Hapvida (HAPV3) pagará R$ 45,72 milhões em juros sobre capital próprio (JCP), correspondente ao valor bruto de R$ 0,0117 por ação.
  • O valor pago em JCP da Hapvida será imputado ao dividendo mínimo obrigatório do exercício social de 2021.
  • Os JCPs da Hapvida serão distribuídos aos acionistas detentores das ações HAPV3 na data-base de 27 de setembro de 2021.
  • As ações passarão a ser negociadas “ex-JCP” no dia seguinte, em 28 de setembro de 2021.
  • O pagamento do JCP ocorrerá em 22 de outubro de 2021 e está sujeito à incidência de 15% de imposto de renda na fonte, exceto aos acionistas comprovadamente imunes ou isentos.

Da Vale à Hapvida, essas foram as empresas que se destacaram hoje. Para ler todas as matérias clique aqui.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião

Manual 10 passos essenciais para se tornar um investidor de sucesso. Baixe Grátis!

Baixar agora!