Radar: NotreDame (GNDI3) paga dividendos de R$ 1bi, Netflix (NFLX34) decepciona com balanço e Gerdau (GGBR4) investe em usina no RS

Radar: NotreDame (GNDI3) paga dividendos de R$ 1bi, Netflix (NFLX34) decepciona com balanço e Gerdau (GGBR4) investe em usina no RS
NotreDame Intermédica terá ações fora da bolsa já na segunda 14 - Foto: Divulgação

NotreDame Intermédica (GNDI3) aprovou nesta quinta-feira (20) a distribuição de dividendos extraordinários no valor total de R$ 1 bilhão.

Desse montante, o dividendo da Notre Dame corresponde a R$ 1,613026961 por ação ordinária. A companhia informa que a emissão dos dividendos ocorre em decorrência da combinação de negócios e entre a empresa e a Hapvida (HAPV3).

Serão considerados aptos para receber o pagamento os acionistas detentores dos papéis da companhia até o final do pregão do dia 11 de fevereiro. O pagamento será feito até o dia 29 de março, informou a empresa.

A companhia também informou em documento enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que o valor dos dividendos será descontado do valor a ser pago pelo resgate das ações preferenciais de emissão da Hapvida, que serão entregues aos acionistas após a combinação de negócios. 

Caso a fusão entre as duas companhias não ocorra, os dividendos não serão distribuídos.

As ações da Notre Dame encerraram o pregão de hoje em alta de 2,43%, cotadas a R$ 65,29. No acumulado dos últimos 12 meses, a empresa registrou queda de 33,80%.

Além da Marfrig, veja as notícias que movimentaram o noticiário nesta quinta:

Banco do Brasil (BBAS3) é banco mais bem colocado em ranking de sustentabilidade

  • Banco do Brasil (BBAS3) foi o banco mais bem colocado no ranking da empresa canadense Corporate Knights das 100 empresas mais sustentáveis do mundo em 2022. Além disso, foi a empresa brasileira mais bem posicionada na seleção, ocupando a 21ª posição.
  • Nos anos 2019 e 2021, o Banco do Brasil já havia sido o banco mais bem avaliado também, mas no ano passado ocupou a posição de número três no ranking geral.
  • O BB afirma que sua carteira de negócios sustentáveis, com R$ 282 bilhões em crédito, continuou sendo o principal ponto para a classificação. Os recursos estão distribuídos entre linhas de crédito com adicionalidade ambiental e social, ou destinadas a financiar atividades ou segmentos com impactos socioambientais positivos nas áreas de energias renováveis, eficiência energética, construção e transporte, água, floresta e agricultura, entre outros.
  • “Sermos novamente reconhecidos como o banco mais sustentável do mundo evidencia a decisão acertada de incorporar a sustentabilidade à nossa estratégia corporativa”, diz o presidente do BB, Fausto Ribeiro. “Continuaremos com o compromisso de apoiar nossos clientes na transição para um portfólio mais sustentável, aprimorando nossas práticas internas.”

Sem olhar para cima: Netflix (NFLX34) vê número de assinantes desacelerar; ações desabam

  • Netflix (NFLX34) divulgou nesta quinta (20) seus resultados obtidos no quarto trimestre de 2021. Segundo o balanço da companhia, o número de novos assinantes chegou a 8,28 milhões, valor acima das projeções do mercado, que esperava algo em torno de 8,19 milhões, de acordo com levantamento da StreetAccount. Mas os números do balanço não animaram o mercado.
  • A empresa quase dobrou o número de assinantes entre este trimestre e o anterior. No terceiro trimestre, o número de novos assinantes foi de 4,4 milhões. Com isso, a Netflix possui agora 222 milhões de assinantes ao redor do globo.
  • Mesmo com esses números, as ações da Netflix despencaram 11% no after market. Comparado ao mesmo período em 2020, o resultado foi menor. Além disso, a companhia estima conseguir 2,5 milhões de novos assinantes no primeiro trimestre deste ano, sendo que no mesmo período em 2021 reuniu 3,98 milhões.
  • A Netflix registrou lucro líquido de US$ 607,429 milhões no quarto trimestre de 2021, uma alta de 12% em relação a igual período do ano anterior. O lucro diluído por ação foi de US$ 1,33, acima da previsão de US$ 0,83 feita por analistas do FactSet.
  • Já a receita da companhia aumentou 16% em relação ao mesmo trimestre de 2020, a US$ 7,7 bilhões. Para 2021 como um todo, a Netflix informou receita de US$ 30 bilhões, um crescimento de 19% em relação ao ano anterior.
  • A plataforma de streaming já previa o grande salto no número de assinantes no final de 2021, quando a empresa lançou novas séries e filmes que foram adiados para a segunda metade do ano. Grandes sucessos de publico e crítica foram lançados no segundo semestre, com “Round Six”, “Não olhe para cima” e “Red Notice”.

Infracommerce (IFCM3) apresenta nova marca e verticais de negócios

  • Infracommerce (IFCM3) divulgou nesta quinta-feira (20) a nova marca e novas marcas verticais de negócios. O ecossistema da Infracommerce se organiza, a partir de agora, em cinco verticais modulares que se complementam e se integram: infra.digital, infra.shop, infra.data, infra.pay e infra.log.
  • Segundo a companhia, as verticais terão como foco, respectivamente, a otimização da experiência, tecnologia omnichannel completa, uso de inteligência artificial e de dados, soluções de pagamento e crédito, e eficiência logística.
  • As mudanças foram apresentadas no Retail’s Big Show, em Nova York, organizado pela National Retail Federation (NRF) e um dos maiores eventos do setor de varejo do mundo.
  • De acordo com a Infracommerce, o novo logotipo demonstra as individualidades e a integração das verticais dentro de um ecossistema único. A companhia, portanto, passa a oferecer soluções modulares, com a expertise de quem conhece o todo e suas interconexões. Desta forma, será entregue uma performance e experiência superior aos clientes e consumidores finais.
  • “Esse é mais um movimento nosso em busca de atender as necessidades de cada um dos nossos clientes, que são de diversos portes e segmentos. Estamos sempre um passo à frente, em um movimento disruptivo que compreenda e busque o melhor formato para cada cliente. Chamamos nossa entrega de ‘customer experience as a service’, pois todas as ações estão inter-relacionadas, integradas e conectadasno ecossistema”, afirma, em fato relevante enviado à CVM, o fundador e CEO Global da empresa, Kai Schoppen.

Gerdau (GGBR4) anuncia investimento de R$ 200 milhões na usina Riograndense

  • Gerdau Metalúrgica (GGBR3) anunciou nesta quinta-feira (20) que vai investir R$ 200 milhões em sua unidade de Sapucaia do Sul (RS), para modernização e reforma de sua aciaria. De acordo com a empresa, serão aproximadamente 400 novos postos de trabalho diretos e indiretos gerados no período da execução da obra.
  • As atividades na aciaria da unidade Riograndense serão interrompidas em fevereiro e a previsão de retorno fica para o início de 2023, após a conclusão dos investimentos e reformas previstas.
  • A Gerdau afirmou que o atendimento ao mercado fica inalterado, uma vez que as operações de laminação da unidade serão abastecidas por produtos semiacabados fabricados em outras plantas da Gerdau localizadas no Brasil.
  • A unidade do Rio Grande do Sul conta com 1.200 colaboradores e tem a capacidade anual de produção de aço bruto de 450 mil toneladas e de 495 mil toneladas de produtos acabados, incluindo vergalhão, fio-máquina, barras, trefilados e pregos.

Oncoclínicas (ONCO3) conclui aquisição do laboratório Microimagem

  • A Oncoclínicas (ONCO3) concluiu nesta quinta-feira (20) a aquisição de 100% do capital social do laboratório Microimagem, por meio de sua subsidiária Idengene Medicina.
  • A empresa disse, em fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que o valor total da operação foi de R$ 8 milhões, dos quais R$ 4 milhões desembolsados nesta data e R$ 4 milhões daqui a 12 meses.
  • A Oncoclínicas afirma que a aquisição complementa a linha do cuidado oncológico oferecido pela companhia no Rio de Janeiro, onde foi fundada a Microimagem,  especializada em patologia cirúrgica, citopatologia e imuno-histoquímica.
  • Desta forma, a empresa está cobrindo do diagnóstico ao desfecho e traz “maior agilidade entre todas as etapas do tratamento”.
  • O Microimagem passa a integrar a estrutura da OCPM, divisão de medicina de precisão da Oncoclínicas, operando de forma integrada com o laboratório de São Paulo, por meio do uso da patologia digital, inteligência artificial e análise de biomarcadores “para um diagnóstico e monitoramento de máxima acurácia”.

Magazine Luiza (MGLU3): T. Rowe Price atinge 5% de participação acionária

  • A Magazine Luiza (MGLU3) informou nesta quinta-feira (20) que o acionista T. Rowe Price Associates atingiu a participação acionária de 338,1 milhões de ações ordinárias.
  • No total, são 5,01% das ações ordinárias da empresa.
  • O acionista informa ainda que seu objetivo das participações societárias são estritamente investimentos, e não tem intenção de alterar a composição do controle ou da estrutura administrativa da companhia.
  • Além disso, seus respectivos clientes não possuem debêntures conversíveis em ações de emissão da Magazine Luiza. Também não houve acordo ou contrato regulando o exercício de voto ou de compra e venda de valores mobiliários emitidos pela companhia.

Petrobras (PETR4) quebra recorde de investimento em manutenção com R$ 2,3 bilhões

  • Com diversos movimentos de desinvestimento e paradas para manutenção, a Petrobras (PETR4) quebrou o seu recorde de investimentos no quesito em todo o seu parque de refino em 2021. A estatal gastou uma cifra de R$ 2,3 bilhões com manutenção, segundo dados levantados pelo jornal o Estado de S. Paulo.
  • Ou seja, a Petrobras gastou 50% a mais do que em 2020 e mais de 20% em relação ao ano de 2019 – ano recorde para o quesito até então.
  • Apesar disso, a companhia ficou com uma média de 83% de utilização das suas refinarias. O número é o maior índice dos últimos cinco anos e demonstra uma crescente na utilização de unidades da petroleira.
  • Em 2022, a companhia segue em processo de venda do seu parque de refino. Do total de oito unidades à venda desde meados de 2019, já foram três vendidas: Rlam (BA), Six (PR) e Reman (AM).
  • O processo de venda desses ativos fez com que a companhia ganhasse caixa – o que contribuiu para a operação e para os dividendos recordes.
  • No total, os três ativos renderam cerca de R$ 4,8 bilhões para a Petrobras, segundo informações divulgadas ainda no início de dezembro de 2021.
  • A companhia também informou, em comunicados arquivados na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que planeja um ‘desafio ainda maior para 2022’.
  • A petroleira mira algo em torno de R$ 2,5 bilhões para paradas de manutenção de unidades em suas refinarias – o que deve envolver cerca de 4,5 mil equipamentos.
  • No plano estratégico a porjeção é de US$ 6,1 bilhões de aportes no refino, sendo que o prospecto é de 2022 a 2026. Um dos projetos previstos é a ampliação da capacidade de produção de derivados de alta qualidade, como o diesel S-10.

Da NotreDame a Petrobras, essas foram as empresas que se destacaram hoje. Para ler todas as matérias clique aqui.

Victória Anhesini

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO