Radar: Marfrig (MRFG3) pagará dividendos de quase R$ 1 bi, JSL (JSLG3) tem interesse nos Correios e lucro da Taurus (TASA4) cresce

Radar: Marfrig (MRFG3) pagará dividendos de quase R$ 1 bi, JSL (JSLG3) tem interesse nos Correios e lucro da Taurus (TASA4) cresce
Taurus (TASA4) lança edição limitada do fuzil T4 Foto: divulgação

A Marfrig Global Foods (MRFG3) anunciou que fará o pagamento de R$ 958.388.883,85 em dividendos intercalares, com base nos lucros apurados no segundo trimestre.

O montante total corresponde a pouco mais de R$ 1,40 por ação da Marfrig. O pagamento desses dividendos será feito no dia 28 de setembro, mas apenas os investidores com ações da companhia ao final do dia 10 de setembro terão direito de receber os papéis.

Os papéis serão negociados ex-dividendos a partir de 13 de setembro.

Veja as outras empresas que se destacaram nesta terça-feira:

Porto Seguro (PSSA3) apura lucro de R$ 658,6 milhões no 2º trimestre

  • A Porto Seguro (PSSA3) registrou lucro líquido de R$ 658,6 milhões no segundo trimestre de 2021, um aumento de 0,3% na comparação com igual período do ano anterior.
  • Entre abril e junho, a companhia registrou um crescimento das receitas totais em todas as suas verticais de negócios, ampliando o faturamento em 17,0% em relação ao ano passado.
  • Já a inadimplência total caiu 2,1 pontos percentuais, para 3,9%, no quarto trimestre consecutivo de melhora e permanecendo abaixo da média da série histórica da Porto Seguro.

Marfrig (MRFG3): lucro sobe 9% no 2T21 e chega a R$ 1,7 bi, impulsionado por vendas nos EUA

  • A Marfrig  anotou um lucro líquido de R$ 1,7 bilhão no segundo trimestre, valor 9% maior em comparação ao ganho anotado no mesmo período em 2020.
  • Já receita líquida  da gigante da produção de proteínas animais alcançou R$ 20,6 bilhões entre abril e junho desse ano, o que equivale a um salto de 9% em comparação com a receita obtida no segundo trimestre do ano passado.
  • No final de junho desse ano, o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado somou R$ 3,9 bilhões, o que equivale a uma queda de 3,6% na comparação ano a ano.

Vendas em alta: lucro da Taurus (TASA4) cresce 5 vezes no 2TRI21 com demanda aquecida

  • A Taurus (TASA4) registrou um lucro líquido de R$ 193,6 milhões no segundo trimestre deste ano, alta de 395,1% em relação ao ganho de R$ 39,1 milhões apurado ao final de junho de 2020.
  • No trimestre, a companhia gaúcha produziu 588 mil armas ao todo. Por mais um trimestre consecutivo a Taurus quebrou seu recorde anterior de produção de armas.
  • A receita líquida entre abril e junho deste ano, somou R$ 651,1 milhões, valor 48,8% maior do que o registrado no segundo trimestre de 2020.
  • Ebitda somou R$ 224,4 milhões no  trimestre, avançando 106,3% na comparação ano a ano.

Ação da Oncoclínicas (ONCO3) fecha em baixa de 3,2% em estreia na B3

  • A Oncoclínicas (ONCO3) estreou hoje na Bolsa de Valores de São Paulo (B3).
  • A ação da rede de oncologia clínica privada fechou seu primeiro pregão em queda de 3,24%, a R$ 19,11.
  • A companhia precificou a oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) a R$ 19,75 por papel, abaixo da faixa indicativa, com intervalo ia de R$ 22,21 e R$ 30,29.
  • A Oncoclínicas movimentou R$ 3,6 bilhões com a abertura de capital.

JSL (JSLG3) tem interesse em entrar na disputa pelos Correios

  • A JSL (JSLG3) entra na lista das companhias que estudam entrar na disputa pelos Correis
  • A JSL tem interesse na estatal em um movimento que aceleraria sua estratégia de crescimento geográfico e de diversificação de áreas de atuação.
  • Em teleconferência de resultado, o presidente da companhia de logística, Ramon Alcaraz, afirmou que “não há ninguém com a capilaridade que os Correios têm. Com certeza nós vamos avaliar. Por enquanto só se vê partes, temos que ver o bolo inteiro”.

BR Partners (BRBI11) tem alta de 46% no lucro no segundo trimestre

  • O BR Partners (BRBI11) reportou, no acumulado de abril a junho, um lucro líquido de R$ 35 milhões, alta de 46,9% em relação ao mesmo período do ano passado.
  • O trimestre foi forte e com uma geração de receita que mostra “a resiliência do modelo de negócios e da capacidade da companhia de continuar auferindo crescimento de lucro com preservação de margens”.
  • Já a receita do banco de investimentos foi de R$ 76,2 milhões neste segundo trimestre, ante R$ 66,7 milhões anotados no mesmo período do ano passado, alta de 14,3%.

Randon (RAPT4) vê lucro subir 121% no 2TRI com aquisições e forte demanda do transporte agrícola

  • A Randon (RAPT4) apurou lucro líquido de R$ 122,1 milhões no segundo trimestre deste ano, o que representa uma alta de 121% na comparação anual. A empresa com sede em Caxias do Sul (RS) divulgou seu desempenho entre abril e junho nesta terça (10).
  • O resultado consistente da Randon foi impulsionado pela forte demanda do transporte da safra agrícola e com aquisições feitas pela companhia.
  • Além do lucro líquido apontar crescimento em dobro em relação ao segundo trimestre do ano passado, a Randon afirmou, no documento sobre o balanço, que esse foi ao melhor resultado trimestral de sua história em receita líquida.
  • Na mesma base comparativa, a receita líquida mais do que dobrou, marcando crescimento de 126,6% e a cifra recorde de R$ 2,11 bilhões nos três meses.
  • Já o resultado operacional da Randon, medido pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), foi de R$ 322,6 milhões: alta de 109,6%.

 

Da Marfrig ao BR Partners, essas foram as empresas que se destacaram hoje. Para ler todas as matérias clique aqui.

Laura Moutinho

Compartilhe sua opinião

Comece 2022 investindo nos melhores FIIS

Baixar agora!