Radar: CVM investiga balanço da Magazine Luiza (MGLU3), Stone (STOC31) anuncia recompra de ações e Nubank (ROXO34) tem lucro 38,8 vezes maior no 3T23

Comissão de Valores Mobiliários (CVM) iniciou um processo administrativo, nesta terça (14), para investigar a ressalva feita pela auditoria externa sobre o balanço do terceiro trimestre do Magazine Luiza (MGLU3). A decisão se dá logo após a varejista admitir incorreções contábeis.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/06/Lead-Magnet-1420x240-3.png

processo do Magazine Luiza está em andamento de forma sigilosa. A CVM, por meio de nota, afirmou que não comenta casos específicos.

A causa das irregularidades está relacionada ao fato de “notas de débito”, documento usado para o reconhecimento contábil das receitas de bonificações, terem sido emitidas pela companhia e assinadas por fornecedores sem observar as obrigações de desempenho.

investigação foi iniciada em março.

No relatório que acompanha as demonstrações contábeis do Magazine Luiza, a EY menciona que serão necessários “procedimentos adicionais e extensivos” de auditoria para concluir sobre a adequação dos valores resultantes da correção de erros registrados pela companhia.

CVM esclareceu que não comenta sobre a possibilidade de ressarcimento de perdas dos acionistas decorrentes dos erros no balanço do Magazine Luiza.

A investigação em curso refere-se exclusivamente à ressalva feita pelo auditor. A autarquia possui um Mecanismo de Ressarcimento de Prejuízos (MRP), destinado a ressarcir prejuízos específicos resultantes de ação ou omissão irregular de intermediários ou seus prepostos, sofridos pelo investidor no valor de até R$ 120 mil.

O guia explicativo com situações aplicáveis do MRP pode ser consultado no site da CVM.

Além de Magazine Luiza, confira outros destaques desta terça-feira:

Stone (STOC31) anuncia recompra de ações de até R$ 1 bilhão

  • Stone (STOC31) anunciou que seu conselho de administração aprovou um novo programa de recompra de ações, no valor de até R$ 1 bilhão. A empresa planeja adquirir ações classe A.
  • Recentemente, a Stone concluiu um programa de recompra de cerca de R$ 300 milhões no mês passado.
  • O programa atual substitui o anterior e não possui um prazo de validade definido.
  • As recompras de ações da Stone serão realizadas periodicamente, podendo envolver transações em mercado aberto, negociações em bloco, transações privadas ou outras modalidades, estando sujeitas às condições de mercado, níveis de liquidez disponível, necessidades de caixa para outros propósitos, considerações regulatórias e outros fatores relevantes.
  • As ações da Stone fecharam a US$ 12,85 na Nasdaq nesta terça-feira, em alta de 6,2%.

Nubank (ROXO34) tem lucro 38,8 vezes maior no 3T23 e chega a 89,1 milhões de clientes

  • Nubank (ROXO34) anunciou um lucro líquido de US$ 303,0 milhões no terceiro trimestre de 2023 (3T23), conforme seu novo balanço trimestral, divulgado nesta terça-feira (14).
  • O resultado do Nubank é cerca de 38,84 vezes maior que o valor registrado no mesmo período do ano passado – no terceiro trimestre de 2022, o lucro foi de US$ 7,8 milhões.
  • Já o lucro líquido ajustado do Nubank atingiu US$ 355,6 milhões, cerca de 5,63 vezes maior que o resultado divulgado no 3T22, que foi de US$ 63,1 milhões.
  • O lucro do Nubank, considerando o valor bruto, foi de US$ 914,8 milhões, enquanto no terceiro trimestre do ano passado tinha sido de US$ 427 milhões, com avanço anual de 114,24%.
  • A receita do banco digital, neutro de efeitos cambiais, somou US$ 2,1 bilhões no 3T23, com crescimento anual de 53%. Já a receita média mensal por cliente ativo (ARPAC) foi de US$ 10,0, com alta de aproximadamente 18% na comparação anual.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/03/Ebook-Acoes-Desktop.jpg

Copel (CPLE6) muda sua estrutura organizacional; entenda

  • A Copel unificou a Diretoria Jurídica e Regulatória com a Diretoria de Governança, Risco e Compliance, formando a Diretoria Jurídica e de Compliance, visando alcançar sinergias operacionais, eficiência e maior celeridade nos processos.
  • Além disso, a empresa criou a Diretoria Adjunta de Regulação ligada diretamente ao CEO da Copel, estabelecendo uma estrutura exclusiva para uma atuação ainda mais estratégica no âmbito regulatório, com o intuito de criar valor para a companhia.
  • A aprovação inclui também a continuidade dos estudos para a potencial integração da Copel Mercado Livre à Copel Holding.
  • Conselho da companhia aprovou a convocação de uma Assembleia Geral Extraordinária da Companhia (AGE) para ser realizada em 18 de dezembro de 2023, com o objetivo de deliberar sobre o desfazimento do “1º Programa de Conversão de Ações e Formação de Certificados de Depósito de Ações” aprovado em 17 de março de 2021 (Programa de Units).
  • Segundo comunicado, com a recente transformação da Copel em uma sociedade de capital disperso sem controlador definido, houve um aumento substancial na liquidez das ações ordinárias, tornando o Programa de Units desnecessário para cumprir suas finalidades originais.
  • O desfazimento do programa implica o desmembramento dos certificados de depósito de ações (CPLE11) em 5 ações de emissão da companhia, sendo 1 ação ordinária (CPLE3) e 4 ações preferenciais classe “B” (CPLE6), mantendo aos titulares das Units os mesmos direitos, vantagens e restrições das ações de emissão da Companhia por eles representados.

CSN (CSNA3) e CSN Mineração (CMIN3) pagarão bilhões em dividendos

  • A Companhia Siderúrgica Nacional, CSN (CSNA3) divulgou o pagamento de dividendos para o final de novembro. A distribuição dos proventos foi aprovada pelo Conselho de Administração nesta segunda-feira (13), no montante de R$ 985 milhões.
  • Os dividendos da CSN (CSNA3) serão pagos a partir do dia 29 de novembro e levarão em conta a composição acionária da companhia em 20 de novembro de 2023.
  • Serão pagos R$ 0,74278 por ação.
  • A distribuição acontecerá a título de antecipação do dividendo mínimo obrigatório.
  • Segundo documento arquivado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), esses proventos fazem parte dos dividendos obrigatórios do exercício de 2023.

Dividendos da CSN (CSNA3)

  • Valor total: R$ 985 milhões;
  • Valor por ação: R$ 0,742782969659389;
  • Data de corte: 20 de novembro;
  • Data do pagamento: 29 de novembro.
  • No mercado nesta terça-feira (14), a cotação das ações da CSN (CSNA3) subiu 5,33%, cotada a R$ 13,37. No ano, o papel acumula baixa de 9,17%.
  • Nesta terça-feira (14) pela manhã, os papeis da CSN (CSNA3) cresciam 5,31% na bolsa de valores, negociadas a R$ 13,31. No ano, as ações acumulam uma queda de -9,58%.

Do Magazine Luiza ao Nubank, essas foram as empresas que se destacaram hoje. Para ler todas as matérias clique aqui.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Vanessa Loiola

Compartilhe sua opinião