Prio (PRIO3) anuncia emissão de R$ 2 bilhões em debêntures

A Prio (PRIO3) anunciou a emissão de R$ 2 bilhões em debêntures, divididas em duas séries, a primeira série no valor de R$ 800 milhões e a segunda de R$ 1,2 bilhão.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-1.png

De acordo com comunicado enviado ao mercado nesta sexta-feira (9), a companhia informou que os recursos das debêntures da Prio serão utilizados para reembolso de gastos, despesas e ou dívidas relacionadas ao projeto de óleo enquadrado pelo Ministério de Minas e Energia (MME) como prioritário.

Em relação à remuneração dos títulos da Prio, as debêntures da primeira série terão juros prefixados de 11,1155% ao ano, com vencimento de cinco anos. Já as debêntures da segunda série terão remuneração de juros prefixados de 6,4662% ao ano, com vencimento de 10 anos.

Além disso, a Prio contratou swaps com o objetivo de dolarizar a emissão. Dessa forma, a iniciativa terá um custo médio dolarizado de 6,14% ao ano e duração aproximada de 5,9 anos.  

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/02/1420x240-Banner-Home-2-1.png

Prio quer fazer novos investimentos na casa dos bilhões, diz CEO

Prio está preparada para realizar novos investimentos na casa de bilhão para a aquisição de novos campos, segundo o presidente da companhia, Roberto Monteiro, durante o Latin America Investment Conference (LAIC) de 2024, organizado pelo UBS-BB, no final de janeiro.

O comentário foi realizado em meio à discussão sobre qual seria a perspectiva para os futuros investimentos da Prio.

No evento, Monteiro comentou que, por um lado, a empresa vai continuar focada em poços maduros. Contudo, não vai comprar ativos com potencial baixo.

“Metade do meu tempo eu dedico para buscar oportunidades de M&A (fusão e aquisição)“, afirmou o CEO da Prio, mencionando futuros poços.

Um dos que estão sob o radar de interesse da Prio está localizado no Golfo do México, segundo Monteiro. “É uma jurisdição que sempre nos despertou curiosidade”, acrescentou.

Por outro lado, o presidente da Prio mencionou que oportunidades na África, Argentina, Colômbia e Equador estão mais distantes no momento. “Não temos tamanho para isso”.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2023/04/1420x240-Planilha-vida-financeira-true.png

Compartilhe sua opinião