Pilotos da Azul (AZUL4), Gol (GOLL4) e Latam anunciam greve por tempo indeterminado

Pilotos da Azul (AZUL4), Gol (GOLL4) e Latam anunciam greve por tempo indeterminado
Azul (AZUL4) . Foto: Divulgação Cesar dos Reis

Pilotos e comissários de bordo, funcionários de Gol (GOLL4), Latam, Azul (AZUL4), ITA, Voepass e Latam Cargo farão, a partir da próxima segunda (29), uma greve por tempo indeterminado. Para manter os voos operando, apenas 50% dos trabalhadores ficarão parados por dia, segundo o Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA).

A categoria pede um aumento de 15% nos salários, que não foram reajustados no ano passado. De acordo com o sindicato, as empresas ofereceram 3% de reajuste.

A assembleia em que os trabalhadores decidiram pela greve ocorreu nesta quarta-feira (24). Segundo o presidente do SNA, comandante Ondino Dutra, teve a participação de cerca de 700 funcionários de companhias aéreas.

O setor da aviação foi um dos mais atingidos pela crise no ano passado e ainda não se recuperou completamente. Para sobreviver ao impacto causado pela pandemia, as empresas criaram programas de licença não remunerada – que foram sendo reduzidos aos poucos. A Latam demitiu 2.700 tripulantes, mas voltou a contratar em julho.

Procuradas, Latam, Gol, Azul e ITA não se posicionaram até a publicação desta matéria.

Vale a pena investir na Gol e Azul? Bancos comentam

Gol apresentou seus resultados de terceiro trimestre (3T21) no início do mês, e registrou um prejuízo de R$ 2,526 bilhões, 49% maior do que no mesmo período do ano passado. Porém, a receita líquida cresceu 97%, como subiu a quantidade de passageiro por quilômetro transportado (+87,5% ano a ano).

Para o BB Investimentos, o resultado da Gol no terceiro trimestre foi neutro. Os analistas destacam que o pior já passou, com o arrefecimento da pandemia. Porém, ainda há desafios à frente, visto o cenário macroeconômico do País e o ano eleitoral de 2022.

“Assim, mantivemos nossa recomendação de compra para os papeis da GOLL4 com preço alvo de R$ 33,0 para o final de 2022″, diz relatório do BB Investimentos. O preço-alvo representa um potencial de valorização de 81,4% quando comparado ao preço de fechamento da cotação de ontem (R$ 18,19).

A Azul, por sua vez, apresentou um prejuízo líquido de R$ 2,2 bilhões no terceiro trimestre. Apesar do número negativo, especialistas comentam que a empresa apresentou resultados robustos.

O Itaú BBA acredita que a “Azul reportou resultados sólidos no 3T21, conforme antecipado, com dados operacionais divulgados anteriormente definindo o tom”. Os especialistas destacam que “o custo por assento caiu 13,5% na comparação trimestral e 19,6% desconsiderando combustíveis, com maior diluição de custos fixos, indicando que a alavancagem operacional vai melhorar com a demanda”.

Em seu relatório, o Itaú BBA faz recomendação neutra para compra de ações da Azul, definindo preço-alvo em R$ 41, potencial de alta de 55,1%.

As ações da Azul fecharam o pregão desta quarta em baixa de 1,26%, cotadas a R$ 26,56. Já as ações da Gol estão cotadas a R$ 15,59, e fecharam hoje em queda de 0,32%.

(Com informações da Agência Estado)

Bruno Galvão

Compartilhe sua opinião