Semana do Fiagro

Petz (PETZ3): CEO vende 7,5% da sua participação na empresa em block trade

Petz (PETZ3): CEO vende 7,5% da sua participação na empresa em block trade
Petz - Foto: Reprodução Facebook

O CEO da Petz (PETZ3), Sérgio Zimmermann, vendeu 7,5% das ações da empresa que detinha, segundo informações apuradas pelo Brazil Journal.

A cotação da venda de ações da Petz, na tarde de quinta (24), quando Zimmermann realizou o block trade, era de R$ 19,20. A movimentação foi de uma cifra de R$ 192 milhões.

O CEO da Petz afirmou que a venda foi feita devido à necessidade de liquidez para o pagamento de dívidas e que não pretende fazer novas alienações.

O papel chegou a apresentar valorização de 4,5% no intradia, porém reverteu para queda de 1% com a notícia.

“A venda de participação pelo fundador da companhia geralmente é negativa, pois pode indicar que o acionista já considera que a ação atingiu seu preço justo, ou está sendo negociada acima dele. No entanto, como se trata de uma parcela pequena da participação de Zimmermann e dadas as justificativas apresentadas, consideramos que o impacto é neutro”, diz a Ativa Investimentos.

Recentemente a casa cortou o preço-alvo de PETZ3 de R$ 30,50 para R$ 24,90, mas a recomendação de compra foi mantida.

Petz tem 4T21 com lucro de R$ 32 milhões e ano de prejuízo

A companhia anotou lucro líquido de R$ 31,9 milhões no 4T21, alta de 16,2% ante o mesmo período de 2020. No ano completo de 2021, o resultado financeiro foi negativo em R$ 10,7 milhões contra R$ 14,1 milhões negativos em 2020.

Ainda assim, a Petz avalia o momento como positivo. “Nosso incremento orgânico de vendas no ano (R$ 760 milhões) foi equivalente ao tamanho do terceiro colocado do setor”, destacou o CEO da Petz.

Para o ano, executivo diz que o foco deve ser de integração das empresas adquiridas.

A pressão inflacionária leva a Petz a ter “conversas difíceis com a indústria” para conter o repasse de preços ao consumidor no segmento de alimentação para animais de estimação, segundo Zimerman.

O preço da comida para animais domésticos subiu 23,70% em 2021, quase o triplo da alimentação no domicílio, segundo o IBGE.

Mesmo com a alta de preços, a empresa não teve uma grande mudança no mix de produtos vendidos porque os consumidores priorizaram as mercadorias essenciais, que representam 80% das vendas da Petz.

Eduardo Vargas

Compartilhe sua opinião

Receba as notícias em seu e-mail

EU QUERO