Petrobras (PETR4); Vale (VALE3) e B3 (B3SA3) agitam o mercado nesta terça-feira; veja mais destaques

A informação de que a Justiça suspendeu o afastamento de Sergio Rezende do conselho da Petrobras (PETR4) é um dos destaques desta terça-feira (16). 

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/Lead-Magnet-Dkp-1.png

Também está entre os destaques do mercado financeiro a Vale (VALE3),  após Justiça do Pará suspender a liminar que autorizava o funcionamento da Mina de Sossego.

A B3 (B3SA3) também está no radar dos investidores hoje, depois de divulgar dados do volume financeiro negociado. 

Veja os destaques do mercado financeiro hoje:

Petrobras

O desembargador Marcelo Saraiva, do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, suspendeu  na segunda-feira, 15, a decisão que havia afastado o ex-ministro Sergio Rezende do Conselho de Administração da Petrobras (PETR4).

Com isso, a expectativa de integrantes do governo é de que o presidente do Conselho, Pietro Sampaio Mendes, também seja restituído antes de sexta-feira, 19, quando o conselho tem a próxima reunião ordinária.

Vale 

A Vale (VALE3) comunicou ao mercado que tomou conhecimento sobre decisão do Tribunal de Justiça do Pará que suspendeu a liminar que autorizava o funcionamento da Mina de Sossego.

A Vale lembrou que em fevereiro de 2024, a Secretaria do Meio Ambiente do Estado do Pará (SEMAS) havia suspendido a licença de operação (LO) da mina, alegando descumprimento de condicionantes ambientais.

Após a decisão da SEMAS, a Vale ajuizou Tutela Provisória de Urgência, tendo o juízo de primeira instância de Canaã dos Carajás, em 24 de fevereiro de 2024, restabelecido a vigência e validade da LO.

B3

O volume financeiro médio negociado na B3 (B3SA3) no segmento de ações apresentou uma queda de 7,2% em março deste ano em comparação com fevereiro, totalizando um montante de R$ 24,558 bilhões. Em relação ao mesmo período do ano anterior, a queda foi de 5,6%.

Apesar da queda no volume financeiro na B3, a empresa encerrou o mês com 5,938 milhões de contas na depositária, registrando um avanço de 0,6% em 12 meses.

MRV

A MRV (MRVE3) atingiu R$ 2,13 bilhões nas vendas líquidas do primeiro trimestre deste ano (1T24), representando um aumento de 18,4% em comparação com o mesmo período do ano anterior, segundo prévia operacional divulgada pela empresa na segunda-feira (15).

Os lançamentos da MRV no 1T24 também apresentaram um crescimento expressivo, totalizando R$ 1,594 bilhão, um aumento de 150,4% na comparação anual.

Oi

Nesta segunda-feira (15), o conselho diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) confirmou a aprovação da minuta do acordo que autoriza a Oi (OIBR3) a migrar o contrato de concessão na telefonia fixa para regime de autorização.

A aprovação da Anatel do apelidado “termo de autocomposição” aconteceu por unanimidade. O acordo havia sido costurado pela Comissão de Solução Consensual, do Tribunal de Contas da União (TCU) e ainda depende de uma aprovação final no plenário do tribunal.

Casas Bahia

A Casas Bahia (BHIA3) recebeu hoje uma nova correspondência do JP Morgan, informando que sua posição passou a representar cerca de 5,10% da quantidade total de ações ordinárias da empresa. Assim, o JP Morgan comprou 581.086 ações e participação em instrumentos derivativos referenciados em um total de 333.975 ações ordinárias.

Conforme correspondência enviada pelo JP Morgan para a Casas Bahia, o objetivo dessa participação acionária é “estritamente de investimento, não tendo como fim alteração do controle ou da estrutura administrativa da companhia”.

Neoenergia

A Coelba (CEEB3), subsidiária da Neoenergia (NEOE3), anunciou a aprovação de um novo pagamento de dividendos aos seus investidores, no valor de R$ 421,92 milhões, conforme comunicado.

Assim, cada investidor vai receber R$ 1,5604558144 por ação ordinária, R$ 1,5604558144 por ação preferencial classe A e R$ 1,7165013958 por ação preferencial classe B.

Multiplan 

A Multiplan (MULT3) anunciou a venda de um novo terreno em Ribeirão Preto, ao lado do RibeirãoShopping, com 11,2 mil metros quadrados.Segundo a empresa, o terreno vendido abrigará um projeto multiuso com um Valor Geral de Vendas (VGV) estimado em R$ 500 milhões, a ser desenvolvido por um empreendedor local.

O pagamento será feito por meio de uma permuta financeira de 14,00% do VGV líquido do projeto.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240.jpg

Helbor

A incorporadora Helbor (HBRO3) registrou R$ 229,5 milhões em vendas contratadas no primeiro trimestre deste ano, considerando apenas a sua participação nos projetos, o que representa um aumento de 3% em relação ao mesmo período do ano passado.

Os destaques do mercado financeiro do Suno Notícias mostram os principais acontecimentos que prometem movimentar o mercado durante o dia, como a Petrobras (PETR4), que deve estar no foco dos investidores hoje.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240-2.png

Vinícius Alves

Compartilhe sua opinião