Petrobras (PETR4) investirá R$ 2 bilhões em refinaria para reduzir emissões de carbono

A Petrobras (PETR4) informou que a Refinaria Gabriel Passos (Regap) receberá R$ 2 bilhões em investimentos até 2027 para elevar sua eficiência energética, aumentar a confiabilidade e reduzir as emissões de carbono.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/Lead-Magnet-Dkp-1.png

Ainda de acordo com a Petrobras, estão em estudos preliminares iniciativas para o aumento da capacidade de processamento da refinaria para até 40 mil metros cúbicos por dia, ante os atuais 26 mil metros cúbicos por dia.

“Tais projetos podem demandar até R$ 8 bilhões em investimentos na unidade, totalizando R$ 10 bilhões considerando também os investimentos já aprovados”.

A empresa esclareceu, ainda, que eventuais decisões de investimentos deverão, dentro da governança estabelecida na estatal, passar pelos processos de planejamento e aprovação previstos nas sistemáticas aplicáveis, tendo sua visibilidade técnica e econômica demonstrada.

Petrobras (PETR4) convoca assembleia sobre mudanças no estatuto; veja quando será

A Petrobras convocou para o dia 30 de novembro a assembleia geral extraordinária que irá deliberar sobre a criação de uma nova reserva de remuneração de capital e mudanças no estatuto social.

No manual da assembleia da Petrobras, publicado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a estatal reitera que a criação de nova reserva estatuária servirá “para assegurar recursos para remuneração do capital, em alinhamento com a política de remuneração ao acionista”.

Ainda de acordo com texto, o estatuto social da Petrobras será alterado para prever que “somente considerará hipóteses de conflito de interesses formal nos casos expressamente previstos em lei”, alinhando o documento à interpretação atual da Lei das Estatais.

No último fim de semana, a Justiça de São Paulo negou um pedido do deputado federal Leonardo Siqueira (Novo-SP) para que não fosse autorizada a realização da assembleia da Petrobras.

Petrobras (PETR4) pagará quantos bilhões em dividendos após 3T23?

A Petrobras anunciou recentemente um resultado operacional sólido no terceiro trimestre, segundo analistas do sell side. Com isso, os mais recentes números aumentam expectativas para o resultado da estatal, deixando projeções mais otimistas nas planilhas de especialistas de research.

Isso especialmente em relação ao seu Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) e ao pagamento de dividendos da Petrobras.

De acordo com o Santander, o Ebitda deve ser de US$ 13,7 bilhões, juntamente com um pagamento de dividendos de US$ 3,3 bilhões.

O Itaú BBA é ainda mais otimista, projetando um Ebitda de US$ 14,5 bilhões, graças aos preços mais elevados do petróleo, produção robusta e sólidos números de vendas relatados recentemente.

O cenário favorável, conforme observado pelo Itaú BBA, deve permitir um pagamento de dividendos de US$ 3,9 bilhões, o que implica um rendimento de 4,1%, alinhado com a política da Petrobras.

O relatório do Santander também enfatiza que, além do destaque na produção, a Petrobras apresentou margens de refino sequencialmente mais fortes, o que contribui para sua robustez financeira.

Mesmo em meio às mudanças propostas no estatuto da empresa, o banco mantém uma visão positiva sobre a Petrobras, ressaltando sua habilidade contínua de pagar dividendos substanciais.

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240.jpg

Desempenho das ações da Petrobras

Cotação PETR4

Gráfico gerado em: 31/10/2023
1 Dia

https://files.sunoresearch.com.br/n/uploads/2024/05/1420x240-2.png

Giovanni Porfírio Jacomino

Compartilhe sua opinião